• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Invicto há 26 jogos, Corinthians mantém eficiência mesmo com mudanças

  • COMPARTILHE
Esportes

Invicto há 26 jogos, Corinthians mantém eficiência mesmo com mudanças

Líder isolado do campeonato brasileiro, Corinthians é um time a ser batido. Mesmo com ausências, o técnico Carille consegue manter eficiência e garra na equipe paulista

São Paulo - Derrotar o Corinthians parece algo cada vez mais complicado e apenas dois treinadores conseguiram esta proeza em 2017: Toninho Cecílio e PC de Oliveira. Sob o comando de Santo André e Ferroviária, respectivamente, pelo Campeonato Paulista, eles souberam como parar o entrosado time do técnico Fábio Carille, que vem conseguindo manter sua eficiência apesar das mudanças que a equipe alvinegra vem sofrendo ao longo desta temporada, na qual acumula incríveis 26 jogos de invencibilidade.

O Estado conversou com Toninho Cecílio, que no dia 11 de fevereiro, com o Santo André, derrotou o Corinthians por 2 a 0, em pleno estádio Itaquerão, em São Paulo. O treinador, que está sem clube, conta que o segredo foi focar na marcação em cima de Fagner e ter evitado que o Corinthians fizesse jogadas em diagonal no meio de campo, situação que abre espaços na defesa adversária e cria oportunidades de gol.

"Coloquei um jogador para fazer, mais ou menos, a função que o Romero faz. A minha ideia foi colocar um atacante em cima do Fagner, para não deixar ele atacar e poder jogar nas costas dele", explicou Toninho Cecílio.

Sobre a marcação no meio de campo, ele tentou barrar a movimentação de Romero e Marquinhos Gabriel. "Eles chegam em diagonal e joguei com três no meio, para que esse jogador que entra em diagonal parasse na marcação", completou.

Com a marcação sobre Fagner, Toninho Cecílio fez com que o Corinthians insistisse nas jogadas pelo lado esquerdo, com o lateral Moisés.

 "Ele é bom, mas é um jogador mais de força e um pouco menos técnico do que o Arana", comparou o treinador.

Vale lembrar que o Corinthians era bem diferente do atual. Maycon e Guilherme Arana estavam com a seleção brasileira sub-20. Fellipe Bastos e Moisés jogavam constantemente. No meio, Marquinhos Gabriel era o titular, já que Jadson ainda não havia sido contratado. "O time mudou bastante e agora está mais entrosado. A situação é diferente", ponderou Toninho Cecílio.

Números afavor

O fato é que o Corinthians atingiu, diante da Ponte Preta, a marca de 26 jogos de invencibilidade e igualou a quarta melhor sequência sem derrotas de sua história (a outra vez foi em 2015). A terceira melhor é de 29 jogos (1956) e a segunda de 31 jogos (1936/37). A maior sequência é de 37 jogos (1957).

Na história dos pontos corridos, jamais uma equipe conseguiu chegar na 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro com tantos pontos e uma vantagem tão grande para o segundo colocado. O Corinthians está na ponta com 32 pontos, nove a mais que o Flamengo.

Nesta quarta-feira, o time de Fábio Carille enfrenta o Palmeiras e pode ampliar ainda mais a vantagem. Mas, entre os jogadores, nada de clima de oba-oba.

 "Tem um campeonato inteiro pela frente ainda. Essas equipes que tropeçaram na última rodada vão brigar com a gente até o fim. Temos de pensar no nosso trabalho e tentar manter a sequência de vitórias", disse Jadson.D