• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Luxemburgo nega estar ultrapassado e diz: 'Confundem experiência com velhice'

  • COMPARTILHE
Esportes

Luxemburgo nega estar ultrapassado e diz: 'Confundem experiência com velhice'

Essa nova realidade motivou o comandante de 65 anos de idade a defender o próprio trabalho que vem realizando e a negar que esteja ultrapassado

Após chegar ao Sport depois de um bom período afastado do mercado e amargar resultados ruins à frente do time pernambucano no início deste desafio atual de sua carreira, o técnico Vanderlei Luxemburgo está conseguindo fazer a equipe engrenar. Uma nova prova deste novo momento ocorreu na noite da última segunda-feira, quando os seus comandados derrotaram o Coritiba por 3 a 0, fora de casa, no Couto Pereira, no fechamento da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E o resultado expressivo, obtido mesmo sem a presença em campo do meia Diego Souza, principal destaque do Sport na atualidade, levou o Sport ao sexto lugar do Brasileirão, com 18 pontos, fechando a zona de classificação para a Copa Libertadores.

Essa nova realidade motivou o comandante de 65 anos de idade a defender o próprio trabalho que vem realizando e a negar que esteja ultrapassado para a função na qual anteriormente se consagrou com cinco títulos do Campeonato Brasileiro e uma série de outras conquistas, fato que chegou a motivar até o Real Madrid a contratá-lo após o treinador levar o Santos ao troféu de campeão do Brasileirão de 2004.

"Somos técnicos experientes e as pessoas confundem experiência com velhice e uma série de outras coisas e acham que você tem que sair do futebol porque está ultrapassado e já não consegue enxergar (o futebol). O futebol não mudou. Eu voltei para o futebol e o que estou vendo dentro do campo de jogo? Absolutamente nada diferente do que aquilo que eu via um tempo atrás. O que mudou, o que está moderno, são diversas outras situações que estão sendo criadas", ressaltou Luxemburgo, em entrevista ao canal SporTV no final da noite desta segunda-feira.

O também ex-técnico da seleção brasileira enfatizou que também já foi um treinador novato e soube respeitar o trabalho de comandantes que naquela época, no final da década de 1980, já faziam parte do grupo de consagrados veteranos. Ele reconhece que é importante acontecer a renovação no mercado de treinadores, mas destacou que os jovens também "têm de adquirir o direito de ocupar o espaço" nos principais clubes do País.

"Ele (o técnico mais jovem) vai adquirir o direito como adquiri o meu trabalhando contra Zagallo, Telê Santana, Evaristo (de Macedo), uma série de outros técnicos experientes, e fui ocupando meu espaço gradativamente. Então, tem que colocar a juventude, desde que adquire o direito de estar ali e mostre potencial para isso", defendeu Luxemburgo, que agora irá preparar o Sport para encarar a Chapecoense, quinta-feira, às 19h30, na Arena Pernambuco, pela 13ª rodada do Brasileirão.