• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mano vê Cruzeiro superior e culpa erros nas finalizações por derrota

  • COMPARTILHE
Esportes

Mano vê Cruzeiro superior e culpa erros nas finalizações por derrota

Para o treinador, o Cruzeiro jogou o suficiente para vencer, mas não soube aproveitar as finalizações

Belo Horizonte - Apesar da derrota por 1 a 0, o técnico Mano Menezes disse estar satisfeito com a atuação do Cruzeiro diante do Avaí, em Florianópolis, no último domingo, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para o treinador, o Cruzeiro jogou o suficiente para vencer, mas não soube aproveitar as finalizações. "O Cruzeiro foi amplamente superior no jogo, controlou todas as ações, tanto no primeiro quanto no segundo tempo, mas não teve a competência para botar a bola para dentro. Precipitamos um pouco na conclusão".

Mano cobrou precisão no ataque para que o Cruzeiro volte a vencer no Brasileirão. Após a derrota para o Avaí, já são três rodadas seguidas sem vitória no torneio, o que deixa o time em nono lugar, com 22 pontos.

"Com um volume de jogo desses, tem que fazer o gol e vencer a partida", avaliou Mano. "Não podemos ficar deixando isso passar, não podemos ficar aceitando o resultado dessa maneira quando se joga melhor. Quando se joga melhor, nós temos que vencer mais vezes".

O Cruzeiro volta a treinar nesta segunda-feira de olho no jogo da próxima quarta, o segundo duelo contra o Palmeiras pelas quartas de final da Copa do Brasil, no Mineirão, às 21h45. O jogo de ida terminou 3 a 3 no Allianz Parque, no dia 28 de junho.

Mano disse que o Cruzeiro vai entrar em campo com força total e que, desta vez, espera traduzir uma boa atuação em gols. "Nós vamos enfrentar uma potência e o Cruzeiro vai estar forte para decidir o jogo dentro do campo. Nós trabalhamos muito sério para o Cruzeiro vencer. Sabemos que teremos que traduzir esse bom futebol que a equipe está jogando em gols para construir uma vitória diante do Palmeiras".