• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ricardo Oliveira segue fora e má fase de Kayke preocupa Levir no Santos

  • COMPARTILHE
Esportes

Ricardo Oliveira segue fora e má fase de Kayke preocupa Levir no Santos

Artilheiro do Santos em outras temporadas, Ricardo Oliveira vem sofrendo com vários problemas nos últimos meses

Santos - Ainda não será no duelo do próximo domingo com o Bahia, no Pacaembu, que o Santos terá o retorno do atacante Ricardo Oliveira. Foi o que adiantou o técnico Levir Culpi em entrevista coletiva, explicando que o veterano ainda precisa melhorar o condicionamento físico e adquirir ritmo de jogo para voltar a defender o time, que nesse momento sofre com problemas envolvendo os seus centroavantes.

"Não existe essa possibilidade. O Ricardo nem está conosco ainda. Ele é importante para o setor ofensivo do time, mas precisa participar de um coletivo, estar no campo e restabelecer o condicionamento. Ele não é mais jovem. Ele precisa fazer os movimentos de jogo para ficar à disposição. Ainda não vai ser nesta semana", disse .

Ricardo Oliveira ainda não foi utilizado por Levir, pois o seu último jogo pelo Santos foi a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, em 3 de junho, sendo que Dorival Júnior foi demitido no dia seguinte. Desde então, um lesão no tornozelo direito e uma pneumonia o deixaram fora da equipe.

Artilheiro do Santos em outras temporadas, Ricardo Oliveira vem sofrendo com vários problemas nos últimos meses. Agora, porém, os seus números são bem mais modestos, com apenas quatro gols marcados em 17 partidas.

Além da ausência de Ricardo Oliveira, o Santos sofre com outros problemas com seus centroavantes, pois Rodrigão foi negociado recentemente e o recém-contratado Nilmar ainda não tem condições físicas para atuar.

Para piorar a situação do Santos, Kayke vem em momento ruim, com um jejum de quatro jogos sem gols. Na última quarta-feira, perdeu chances claras no triunfo por 1 a 0 sobre a Chapecoense, foi criticado pela torcida e substituído por Levir. O treinador colocou Copete mais centralizado e admite que pode repetir essa opção nos próximos jogos.

"Joguei o Copete para dentro, por ser rápido e cabeceador. O Nilmar também vai demorar um pouco para jogar. A bola do Kayke não está entrando, mas é um jogador tecnicamente muito bom", afirmou Levir, tentando dar uma força para o hoje titular do ataque santista.