• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ricciardo volta a liderar treino livre na Hungria e deixa Vettel em 2º lugar

  • COMPARTILHE
Esportes

Ricciardo volta a liderar treino livre na Hungria e deixa Vettel em 2º lugar

Ricciardo melhorou ainda mais o expressivo tempo que havia marcado no primeiro treino do dia, pela manhã no horário local

Após "voar baixo" no primeiro treino livre do GP da Hungria, Daniel Ricciardo andou ainda mais forte e se manteve na liderança na segunda sessão de pista realizada no circuito de Hungaroring, nesta sexta-feira, em Budapeste. O australiano da Red Bull cravou o tempo de 1min18s455 para garantir a primeira posição e voltou a superar o alemão Sebastian Vettel, que fechou o dia na Hungria em segundo lugar ao marcar 1min18s638 na sua melhor volta com a Ferrari.

E Ricciardo melhorou ainda mais o expressivo tempo que havia marcado no primeiro treino do dia, pela manhã no horário local, quando fez sua melhor volta em 1min18s486. Com a nova marca de 1min18s455, ele se aproximou ainda mais do recorde da pista húngara, que até hoje pertence ao brasileiro Rubens Barrichello, que marcou 1min18s436 em 2004, quando pilotava pela Ferrari.

Vale ressaltar, porém, que a volta mais rápida da história de um GP da Hungria pertence a Michael Schumacher, justamente em 2004, quando o alemão cronometrou 1min19s071. E essa marca tem maior relevância do que a do brasileiro pelo fato de que, em treinos de classificação, os carros vão para a pista com menos combustível do que em uma prova, ficando mais leves e consequentemente mais rápidos. E Schumacher obteve essa marca justamente durante a corrida.

Atual líder do campeonato, Vettel também evoluiu bem em relação à primeira sessão livre na Hungria, na qual foi apenas o sexto colocado. Desta vez o alemão ficou à frente de Lewis Hamilton, da Mercedes, que terminou em quinto lugar com o tempo de 1min18s779.

Apenas um ponto atrás do alemão na vice-liderança do Mundial, Hamilton havia iniciado o dia com uma terceira posição, mas agora também foi superado pelo seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, e por Kimi Raikkonen, da Ferrari, respectivos terceiro e quarto colocados. Segundo mais rápido do treino da manhã (no horário local), Raikkonen agora fez sua melhor volta em 1min18s755, enquanto o seu compatriota se garantiu logo à frente ao marcar 1min18s656, melhorando duas posições em relação à sessão matutina.

Já o holandês Max Verstappen, da Red Bull, teve involução inversamente proporcional ao cair da quarta para a sexta posição na parte da tarde, quando ficou logo atrás de Hamilton ao percorrer a melhor de suas 25 voltas em 1min18s951.

A McLaren, que segue na luta para melhorar o péssimo campeonato que vem realizando, voltou a ter os seus dois pilotos no Top 10. Fernando Alonso foi o oitavo colocado, com 1min19s815, depois de ter aberto o dia com um sétimo lugar, que neste segundo treino do dia foi garantido pelo alemão Nico Hülkenberg, da Renault, com 1min19s714. O companheiro de equipe de Alonso, o belga Stoffel Vandoorne, foi o décimo com 1min19s909, enquanto a nona posição ficou com o espanhol Carlos Sainz (1min19s834).

MASSA VAI MAL DE NOVO - O brasileiro Felipe Massa, por sua vez, foi ainda pior do que no primeiro treino livre ao cair da 11ª para a 15ª posição, com o lento tempo de 1min20s869 em sua melhor volta. O veterano piloto ficou, inclusive, atrás do seu companheiro de Williams, o novato canadense Lance Stroll, que foi o 14º com 1min20s791.

O segundo treino livre em Budapeste também foi marcado por dois acidentes que provocaram duas bandeiras vermelhas. A primeira paralisação do treino ocorreu a 38 minutos do seu fim, quando o alemão Pascal Wehrlein deixou escapar sua Sauber na curva 11 e bateu forte na barreira de pneus. Ele saiu normalmente do carro após o acidente, mas terminou a sessão na 20ª e última posição.

E o treino voltou a ser interrompido em sua parte final após o britânico Jolyon Palmer também cometer um erro, rodar com a sua Renault na curva 14 e bater de traseira na barreira de pneus. Ele também precisou deixar a atividade por causa do acidente e fechou o dia na 16ª colocação.

O treino de classificação para o grid de largada do GP da Hungria começará às 9 horas (de Brasília) deste sábado. No mesmo horário ocorrerá a largada da prova deste domingo, quando será realizada a 11ª etapa do Mundial de Fórmula 1.