• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil derrota o Peru e se aproxima do título do Sul-Americano de vôlei

  • COMPARTILHE
Esportes

Brasil derrota o Peru e se aproxima do título do Sul-Americano de vôlei

Antes do triunfo sobre o Peru, o Brasil já havia derrotado Chile, Argentina e Venezuela, todos com muita facilidade

A seleção brasileira feminina de vôlei segue sem qualquer dificuldade no Sul-Americano, disputado em Cali, na Colômbia. Nesta sexta-feira, em duelo disputado no ginásio Coliseo Evangelista Mora, a equipe teve novamente muita tranquilidade e venceu o Peru, que é comandado pelo técnico brasileiro Luizomar de Moura, por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/17 e 25/18.

Com o tranquilo resultado, a seleção chegou à quarta vitória e se mantém na liderança da competição, que é disputada por seis equipes, em fase única. Quem vencer mais partidas será a campeã do torneio.

Antes do triunfo sobre o Peru, o Brasil já havia derrotado Chile, Argentina e Venezuela, todos com muita facilidade. Assim, o Brasil deve decidir o título do Sul-Americano - e uma vaga no Mundial de 2018, que será realizado no Japão - no sábado com a Colômbia, que soma três triunfos e enfrenta as venezuelanas ainda nesta sexta-feira. Se as colombianas perderem por 3 a 0 ou 3 a 1, porém, as brasileiras já serão campeãs.

Depois de escalar as reservas na quinta, na vitória diante do Chile, o técnico José Roberto Guimarães voltou a contar com suas principais jogadoras, como Tandara, Rosamaria e Natália, que se sagraram recentemente campeãs do Grand Prix.

E nem mesmo a presença do experiente técnico brasileiro Luizomar de Moura no comando da seleção peruana fez o duelo tornar-se mais difícil. As adversárias ainda esboçaram algum perigo no início do primeiro e no meio do terceiro set, mas acabaram facilmente vencidas.

O Brasil é o maior vencedor na história do Sul-Americano, com 19 títulos, e venceu as últimas 11 edições da competição. A hegemonia é tamanha que a seleção não perde um set no torneio desde 1999. E, se mantiver o bom ritmo das últimas semanas, tem boas chances neste sábado de obter mais uma conquista e consagrar a renovação promovida por Zé Roberto na equipe.