• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Daniel Alves revela que Neymar o influenciou a assinar com o Paris Saint-Germain

  • COMPARTILHE
Esportes

Daniel Alves revela que Neymar o influenciou a assinar com o Paris Saint-Germain

Em entrevista após a vitória sobre o Amiens por 2 a 0, neste sábado, o lateral desmentiu o boato que teria influenciado a chegada do atacante ao time francês

Paris - Antes mesmo de se juntar ao Paris Saint-Germain, Neymar já movimentava os bastidores do time francês. Isso porque o atacante brasileiro teria recomendado o PSG a Daniel Alves, lateral jogou a última temporada pela Juventus, depois optando por deixar o clube italiano.

Em entrevista após a vitória sobre o Amiens por 2 a 0, neste sábado, Daniel Alves desmentiu o boato que teria influenciado a chegada de Neymar ao time francês, e garantiu que foi exatamente o oposto que aconteceu. "Ao contrário. O Ney que teve bastante influencia na minha vinda pra cá", explicou o lateral. "As pessoas ainda acreditam que o Ney é uma criança, um adolescente de 18 anos, de 20 anos, que ainda duvida na hora de tomar decisão. A criança cresce, o adolescente cresce. Virou homem e tomou a decisão."

"Os homens não têm que temer os desafios, têm que ser valentes. Mandei uma mensagem que a vida é para os valentes e eu acredito que Ney é um grande valente e aspira muito mais do que jogar em um time. Quer desafios, como eu. É o que nos move e o que nos mantém vivo. Estou bastante feliz que ele esteja aqui com a gente, vai ajudar bastante e aumenta nossas chances de poder brigar por grandes competições", completou Daniel Alves.

O anúncio da transferência de Daniel Alves ao PSG causou certa polêmica visto que era dada como certa a ida do atleta para o Manchester City, da Inglaterra, onde iria voltar a trabalhar com o técnico Pep Guardiola após anos juntos no Barcelona.

A parceria entre Daniel Alves e Neymar rendeu diversos títulos no tempo que atuaram juntos no Barcelona entre 2013 e 2016. O lateral fez questão de exaltar sua amizade com o atacante e a importância de sua chegada para o clube francês. "É sempre importante você ter esse 'clã' brasileiro", explicou.

"Sentia falta porque tinha vivido coisas incríveis em Barcelona com ele. Sentia falta, sem dúvida nenhuma, igual ele que sentia falta minha. Agora, decidimos deixar de sentir falta e juntar outra vez", comentou. "Espero que essa nossa parceria possa ajudar o PSG pra seguir aspirando por grandes coisas", concluiu.