• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Guarani troca Vadão por Marcelo Cabo para tentar reagir na Série B

  • COMPARTILHE
Esportes

Guarani troca Vadão por Marcelo Cabo para tentar reagir na Série B

Após o sucesso no Atético-GO, ele teve uma rápida passagem, sem êxito, pelo Figueirense, na Série B. Agora tenta uma reação na equipe de Campinas

Campinas - Aproveitando a pausa no Campeonato Brasileiro da Série B, a direção do Guarani resolveu mudar o seu comando técnico. Osvaldo Alvarez, o Vadão, não é mais o treinador da equipe. Com o time vivendo momento delicado, a direção optou pela mudança. O novo comandante vai ser Marcelo Cabo, de 50 anos, campeão ano passado da Série B pelo Atlético Goianiense.

Outra novidade é a criação do cargo de coordenador de futebol que será exercido por Luciano Dias, técnico campeão pelo próprio clube na Série C de 2008. Ele atuará diretamente na relação entre a diretoria e a comissão técnica, exercendo uma função semelhante com a de Paulo Autuori no Atlético Paranaense.

Toda a comissão técnica caiu. Além de Vadão, o auxiliar Vaguinho, o preparador físico Fabinho e o gerente de futebol Ivo Secchi. A direção decidiu também pela liberação de alguns jogadores que não vinham agradando: o lateral-esquerdo Gilton, o meia Claudinho, além dos atacantes Felipe Pará e Renteria. Esta lista de dispensa pode aumentar nos próximos dias.

Todas estas decisões foram tomadas na noite de segunda-feira pelo conselho de administração, que é um colegiado que atua diretamente junto à presidência e aponta caminhos para o clube em todos seus setores, principalmente o futebol. As mudanças só foram confirmadas nos primeiros minutos desta terça-feira.

A explicação para a troca de comando ficou por conta dos péssimos resultados do time na Série B. Nos últimos nove jogos, o time só venceu uma vez, com três empates e cinco derrotas. Nos últimos cinco, foram quatro derrotas e somente um triunfo. Números bem inferiores à boa campanha do primeiro turno, quando o time frequentou o G4, a zona de acesso, por 15 rodadas.

Vadão estava no clube desde 23 de março, quando assumiu o time no Campeonato Paulista da Série A2. A equipe reagiu, mas perdeu a vaga nas semifinais na última rodada. Nesta sua quinta passagem pelo Brinco de Ouro ele comandou o time por 29 jogos com 13 vitórias, 11 derrotas e cinco empates, com aproveitamento de 50,57%.

Marcelo Cabo deve se apresentar ao seu novo clube nesta terça-feira à tarde. Após o sucesso no Atético-GO, ele teve uma rápida passagem, sem êxito, pelo Figueirense, na Série B. Fez dez jogos, com duas vitórias, dois empates e seis derrotas. Por coincidência, Vadão caiu dois dias após a derrota para o time catarinense, por 2 a 1.

A ordem é para Cabo deixar o time com uma nova cara para o próximo jogo marcado para 4 de setembro, próxima segunda-feira, contra o Vila Nova-GO, às 21 horas, em Campinas, na abertura da 23.ª rodada. Por enquanto, o Guarani soma 31 pontos e ocupa a oitava posição.