• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Jô diz que não vai comemorar se marcar gol por respeito à torcida do Atlético-MG

  • COMPARTILHE
Esportes

Jô diz que não vai comemorar se marcar gol por respeito à torcida do Atlético-MG

"Se eu fizer gol não vou comemorar por respeito à torcida do Atlético. Já estou fazendo o meu papel, que é fazer o gol. Mas estarei diante dos torcedores que me abraçaram e me respeitaram durante os três anos que fiquei lá", disse Jô

São Paulo - O jogo entre Atlético Mineiro e Corinthians nesta quarta-feira, em Belo Horizonte, será especial para Jô. O atacante vai enfrentar pela primeira vez o clube mineiro após deixá-lo como ídolo para jogar no exterior. O corintiano disse que não irá comemorar caso marque um gol no ex-time, mas deu uma justificativa diferente da convencional.

"Se eu fizer gol não vou comemorar por respeito à torcida do Atlético. Já estou fazendo o meu papel, que é fazer o gol. Mas estarei diante dos torcedores que me abraçaram e me respeitaram durante os três anos que fiquei lá. Se eu estivesse na Arena Corinthians (Itaquerão), com certeza eu comemoraria, pois estaria diante dos torcedores que me apoiam também. Tenho carinho e gratidão pelo Atlético Mineiro. Tenho que fazer o meu papel, que é fazer gol. Comemoração é um modo de extravasar, mas se você está contra uma equipe que colocou comida no seu prato por três anos, não pode transformar isso em rivalidade", disse o atacante.

No time mineiro, Jô atuou entre 2012 e 2015 e ganhou cinco títulos. Foi campeão da Copa Libertadores (2013), Recopa Sul-Americana (2014), Copa do Brasil (2014) e Campeonato Mineiro (2013 e 2015). Na opinião do atacante, a torcida corintiana não ficará chateada com sua decisão de respeitar o antigo clube.

"Cada um tem um pensamento. Por exemplo, eu no Inter não tive uma passagem brilhante. Respeito o Inter, mas não fiz história no clube. Se eu fizesse um gol no Beira-Rio, comemoraria. Mas no Atlético tive momentos maravilhosos e por mais que eu possa fazer um gol aos 90 minutos, com o placar em 0 a 0, eu tenho que ter respeito aos torcedores. Acho que a torcida do Corinthians vai entender isso, pois já estarei fazendo o meu trabalho, que é gol. Não é uma comemoração que vai estragar tudo que eu fiz aqui", comentou.

Com o gol marcado contra o Flamengo, no último domingo, Jô atingiu a marca de 35 pelo Corinthians, mesma quantidade de Ronaldo Fenômeno.