• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

No Engenhão, Palmeiras enfrenta o Botafogo para selar a paz no ambiente

  • COMPARTILHE
Esportes

No Engenhão, Palmeiras enfrenta o Botafogo para selar a paz no ambiente

Com um ambiente conturbado, Palmeiras tenta tranquilizar o ambiente alviverde com uma vitória fora de casa contra o Botafogo

São Paulo - São cinco jogos seguidos sem perder, três vitórias nas quatro últimas rodadas do Campeonato Brasileiro e expectativa por jogar a Copa Libertadores na próxima semana. Ainda assim, o ambiente do Palmeiras está conturbado. O incidente com o volante Felipe Melo, afastado do elenco, faz o time busca uma vitória contra o Botafogo, nesta quarta-feira, às 21h45, no estádio do Engenhão, no Rio, pela 18.ª rodada, para minimizar problemas internos.

A diretoria afastou o jogador após críticas e desavenças com o técnico Cuca, em episódio recente e que dominou o assunto na equipe nos últimos dias. Desde a vitória do último sábado sobre o Avaí, em São Paulo, as entrevistas dos palmeirenses focaram mais no assunto Felipe Melo do que na expectativa de se manter entre os quatro primeiros colocados, posto alcançado no último fim de semana.

Por isso, a equipe entra em campo no Engenhão determinada a mostrar que não sentiu o baque pelo episódio tumultuado. Cuca terá o desafio de manter o elenco focado em buscar o resultado e superar a crise gerada principalmente por um áudio gravado por Felipe Melo com ofensas e acusações ao treinador. O volante iniciou nesta terça-feira os treinos separado do resto do elenco.

Para se apegar ao viés esportivo e esquecer os bastidores, o Palmeiras pensa principalmente no encontro de daqui uma semana contra o Barcelona, do Equador, pela Copa Libertadores. A sete dias do confronto, Cuca poderá fazer os últimos ajustes, pois neste fim de semana pretende escalar reservas contra o Atlético Paranaense. Para o jogo no Rio são desfalques o zagueiro colombiano Mina e o meia venezuelano Guerra, ambos lesionados.

"Dia 9 de agosto é importante, claro. Sabemos o peso do jogo. Mas a gente tem que usar esses jogos do Brasileiro para fazer um treinamento para a Libertadores, para evoluirmos", afirmou o meia Raphael Veiga. A chance do time é em caso de vitória, aliada a um tropeço do Santos contra o Flamengo, ganhar uma posição na tabela de classificação e subir ao terceiro lugar.