• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Flamengo não libera Vinicius Junior para Mundial e gera insatisfação na CBF

  • COMPARTILHE
Esportes

Flamengo não libera Vinicius Junior para Mundial e gera insatisfação na CBF

Coordenador de seleções, Edu Gaspar demonstrou todo o seu descontentamento com a decisão. Ele se encontrou com o presidente do Flamengo nesta sexta

Jogador mais badalado da seleção brasileira sub-17, o atacante Vinicius Junior, do Flamengo, não vai disputar a Copa do Mundo da categoria. O atleta deveria viajar na madrugada desta sexta-feira para se juntar à seleção, que já está na Índia, mas não embarcou e treinou normalmente com os colegas do time rubro-negro pela manhã, no Ninho do Urubu. A decisão partiu da diretoria do Flamengo e, com isso, o Brasil disputará a competição com um jogador a menos no grupo.

A ausência do atacante pegou de surpresa a CBF, que tinha toda logística preparada para a viagem de Vinicius Junior à Índia. O Flamengo, contudo, alega que havia um acordo prévio que estabelecia que o jogador só seria liberado caso o clube conquistasse a Copa do Brasil.

Coordenador de seleções, Edu Gaspar demonstrou todo o seu descontentamento com a decisão. Ele se encontrou com o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, na manhã desta sexta. "O motivo apresentado para a não ida dele (Vinicius) não me convence", afirmou Edu. "Eu falei para o presidente: esse argumento pode ser ruim para o senhor. Não liberar por causa de um resultado não é algo positivo."

Segundo Edu Gaspar, no início do mês, logo após a convocação dos jogadores, ele teve o cuidado de ligar para os clubes que tinham jogadores convocados que já atuam nas equipes principais. "Ligamos para o São Paulo, por causa do Brenner, para o Vasco, do Paulinho, e para o Flamengo, do Vinicius. O São Paulo e o Vasco liberaram sem problemas, o Flamengo ficou uma dúvida", contou.

Ele, então, passou a manter contato com o executivo de futebol do rubro-negro carioca, Rodrigo Caetano, e falou também com Bandeira de Mello. O presidente, segundo Edu, informou que iria decidir pela liberação após a final da Copa do Brasil. "Eu disse pra ele: presidente, a final é dia 27, e eu preciso encaminhar a lista de convocados à Fifa até dia 21."

O fato de o Flamengo ter liberado Vinicius Junior para fazer o visto junto com os demais jogadores da seleção, em São Paulo, e declarações do próprio atacante de que estava feliz em defender a seleção, eram indícios claros de que ele iria à Índia. Não foi o que aconteceu.

No Flamengo, a avaliação é de que Vinicius Junior pode fazer a diferença na busca por uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano. Para tanto, o time carioca precisa conquistar o título da Copa Sul-Americana ou terminar entre os seis primeiros colocados do Brasileirão.

Mesmo essa ponderação, contudo, é contestada por Edu Gaspar. "São 20 dias de competição, sendo que dez deles são datas Fifa, em que não há jogos", lembrou o coordenador. Ele também não escondeu a decepção. "É um jogador importantíssimo em termos técnicos."

Após o treino do Flamengo desta sexta-feira, o técnico Reinaldo Rueda declarou que "foi uma situação analisada com a diretoria, com a comissão técnica e com o Vinicius". Segundo o treinador, a ausência na fase de preparação na Granja Comary - que já estava prevista e foi acordada entre clube e CBF - pesou.

"Queremos o melhor para ele, é um jogador consciente, inteligente, importante para a Seleção. Mas ele não participou das semanas de preparação. Ele sabe que pode chegar e ajudar, mas também quer respeitar isso", disse Rueda.

A seleção sub-17 estava treinando desde o dia 10 na Granja Comary, em Teresópolis, e desembarcou na Índia na última terça-feira. O Mundial será disputado a partir do próximo dia 6. O Brasil está no Grupo D, ao lado de Espanha, Coreia do Norte e Níger. Tricampeã da categoria, a seleção não conquista o torneio desde 2003.