• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mourinho perde Carrick e Fellaini, mas crê em força coletiva do United na Rússia

  • COMPARTILHE
Esportes

Mourinho perde Carrick e Fellaini, mas crê em força coletiva do United na Rússia

Os dois jogadores se lesionaram na vitória por 1 a 0 sobre o Southampton, no último sábado, fora de casa, pelo Campeonato Inglês, e ampliaram o número de desfalques do meio-campo do United

Moscou - O técnico José Mourinho confirmou nesta terça-feira que não poderá contar com os meio-campistas Michael Carrick e Marouane Fellaini na partida que o Manchester United fará contra o CSKA Moscou, nesta quarta, às 15h45 (de Brasília), na Rússia, pela segunda rodada do Grupo A da Liga dos Campeões da Europa.

Os dois jogadores se lesionaram na vitória por 1 a 0 sobre o Southampton, no último sábado, fora de casa, pelo Campeonato Inglês, e ampliaram o número de desfalques do meio-campo do United, que também já estava sem o francês Paul Pogba, outro lesionado.

Apesar do grande número de baixas, o treinador português minimizou o problema em entrevista coletiva concedida em Moscou e ainda exibiu otimismo ao projetar a volta de Fellaini dentro de cerca de duas semanas, após o jogador belga ter sofrido uma forte entrada por trás de Shane Long, do Southampton.

"Fellaini teve sorte, poderia estar em uma situação muito pior, mas em um momento no qual não temos Pogba e Carrick, Marouane se torna ainda mais importante do que ele sempre é", lamentou Mourinho, admitindo que hoje "não há muitas soluções" no seu elenco para substituir estas baixas. "É uma situação difícil para nós, mas espero que Fellaini não fique fora por um longo tempo", completou.

Aposta na força coletiva

Mourinho, entretanto, disse apostar na força coletiva da sua equipe para voltar da Rússia com uma vitória e assumir a liderança isolada do Grupo A da Liga dos Campeões - hoje o time divide a ponta da chave justamente com o CSKA Moscou, mas está à frente do clube russo pelo melhor saldo de gols após ter estreado com uma vitória por 3 a 0 sobre o Basel, em Manchester.

"Nós tentaremos não focar as batalhas individuais ou em áreas específicas do campo. Nós tentaremos focar o time de forma global e teremos uma equipe com qualidade, com equilíbrio, e tentaremos vencer o jogo, que é o nosso objetivo", ressaltou o comandante.

Mourinho ainda disse que a pausa forçada pela disputa das próximas rodadas das Eliminatórias da Copa de 2018, na próxima semana, poderá ser benéfica para Fellaini, até porque a Bélgica já se garantiu no Mundial e não precisará contar com o meio-campista nas partidas finais do Grupo H do qualificatório europeu, contra Bósnia-Herzegovina e Chipre. "Ele não está sob pressão em um grande jogo pela Bélgica, então espero que volte a jogar conosco daqui a duas semanas", projetou.

O certo é que Fellaini vai desfalcar o United nesta quarta-feira e também na partida contra o Crystal Palace, sábado, em casa, pelo Campeonato Inglês, no qual Mourinho espera voltar a contar com o jogador no duelo diante do Liverpool, no dia 14 de outubro, no campo do rival, quando a competição será retomada após a paralisação provocada pela realização de rodadas das Eliminatórias da Copa.