• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vettel evita lamentar acidente em Cingapura e nega pressão para alcançar Hamilton

  • COMPARTILHE
Esportes

Vettel evita lamentar acidente em Cingapura e nega pressão para alcançar Hamilton

O fato, Vettel destacou nesta quinta-feira, no circuito de Sepang, que não adianta mais ficar lamentando o acidente que provocou o seu abandono em Cingapura

Kuala Lumpur - Sebastian Vettel mostrou nesta quinta-feira, em Kuala Lumpur, palco do GP da Malásia neste próximo domingo, que já deixou para trás o acidente que sofreu logo após a largada da prova realizada em Cingapura, no último dia 17, quando desperdiçou ótima chance de ultrapassar Lewis Hamilton no Mundial de Fórmula 1.

Naquela ocasião, o piloto alemão da Ferrari largou da pole, enquanto o inglês partiu do quinto lugar em um circuito com poucos pontos de ultrapassagem, mas o piloto da Mercedes se beneficiou da batida que também envolveu Kimi Raikkonen, companheiro de Vettel na escuderia italiana, e o holandês Max Verstappen, da Red Bull, para partir rumo ao triunfo da prova asiática.

Ao comentar o fato, Vettel destacou nesta quinta-feira, no circuito de Sepang, que não adianta mais ficar lamentando o acidente que provocou o seu abandono em Cingapura e também negou que esteja sob maior pressão pelo fato de que Hamilton abriu 28 pontos de vantagem sobre ele na liderança do Mundial de Pilotos.

"Não estou muito preocupado pelos pontos. Isso não muda nada para mim o enfoque para estas últimas corridas da temporada", afirmou Vettel, que em seguida enfatizou que o acidente sofrido no início do GP de Cingapura "faz parte do automobilismo". "Não vale a pena seguir revisando-o novamente, é melhor dedicar a energia mirando o futuro", completou.

O alemão também disse que já havia superado o acidente em Cingapura dois dias após a corrida, mas reconheceu que o desempenho que teve no GP da Itália, no qual terminou em terceiro lugar, e em Cingapura foi abaixo de suas expectativas e da própria Ferrari. "Se analisarmos as duas últimas provas, não estamos felizes e não estamos orgulhosos delas", disse o alemão, que já venceu por quatro vezes o GP da Malásia, cuja primeira sessão de treinos livres começará à meia-noite desta quinta-feira.

O segundo treino livre da prova malaia começará às 4 horas (de Brasília) desta sexta-feira, enquanto a sessão qualificatória para o grid ocorrerá às 6 horas de sábado. Já a largada da corrida será às 4 horas (também no horário de Brasília) de domingo.