• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Luan provoca Sasha, do Inter, em comemoração do título da Libertadores

  • COMPARTILHE
Esportes

Luan provoca Sasha, do Inter, em comemoração do título da Libertadores

Eleito o melhor jogador da Copa Libertadores, Luan, ainda no gramado de La Fortaleza, não se conteve e voltou a provocar o atacante Eduardo Sasha, do Internacional

Buenos Aires, Argentina - Eleito o melhor jogador da Copa Libertadores, Luan, ainda no gramado de La Fortaleza, não se conteve e voltou a provocar o atacante Eduardo Sasha, do Internacional,a pós ajudar o Grêmio a buscar o tricampeonato da competição internacional.

"Papai voltou e está aqui. Papai é campeão da América. Grêmio campeão. E o Sasha é c.... E continua um c...!", declarou Luan, autor de um belo gol na vitória sobre o Lanús por 2 a 1, na noite desta quarta-feira.

No ano passado, quando o Internacional ganhou o título gaúcho, Sasha festejou com uma valsa, a "dança dos 15 anos", referindo-se ao tempo em que o Grêmio estava sem conquistar títulos nacionais. "Aqui não é Grêmio", disse o atacante colorado, na época.

Ao ser pentacampeão da Copa do Brasil no fim de 2016, Luan rebateu: "Quero mandar um recado a certas pessoas, que falaram muito mal da nossa equipe. Começou a dançar valsa, o c..., coisa que não tem necessidade. Na final do Gauchão, o Sasha gritou que 'aqui não é Grêmio'. Quero dizer que ele tem razão. Aquilo lá não é Grêmio. Esse ano somos campeões. Isso é o que importa. Ele que não fale essas coisas. Somos campeões e ele é um c..."

Luan não foi o único a comemorar o título de forma irreverente. Lesionado desde fevereiro e com somente duas partidas no ano, Douglas não ajudou diretamente o Grêmio a ser tricampeão, mas isso não impediu o meia de festejar a conquista.

Ainda no gramado da La Fortaleza, em Lanús, o camisa 10 repetiu e ainda melhorou a promessa feita anteriormente na final da Copa do Brasil. Se antes ele falou que iria acabar com toda a cerveja de Porto Alegre, agora mandou: "Vamos tentar acabar com a cerveja de todas as cidades possíveis".

"Não tem o que fazer. Agora é comemorar, por tudo o que a gente fez, (esse título) é merecido. Pra mim é uma alegria muito grande estar aqui, ver meus companheiros jogarem e ganhando dessa forma. Então, mesmo sem jogar, me sinto campeão junto com eles também", disse à FOX Sports.

Enquanto dava essa entrevista ao vivo, ele foi abraçado pelo Edílson, seu amigo de longa data no futebol. Emocionado, o lateral não economizou nas palavras: "Te amo, c*****o!"

Nesta quinta-feira, nas redes sociais, o meia publicou uma foto do time campeão. Na legenda, mandou: "Não tive participação ativa nesse título... mas que se f....a. Sou tri da América".