• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Barco de Martine Grael conclui 3ª etapa da Volvo Ocean Race em último lugar

  • COMPARTILHE
Esportes

Barco de Martine Grael conclui 3ª etapa da Volvo Ocean Race em último lugar

O barco de Martine Grael concluiu o percurso de 6.500 milhas náuticas, iniciado na Cidade do Cabo, na África do Sul, em 17 dias, 11 horas, 24 minutos e 45 segundos

Melbourne - O Team AkzoNobel, barco holandês que conta com a brasileira Martine Grael como um dos seus tripulantes, foi a última embarcação a concluir a terceira etapa da Volvo Ocean Race, encerrada em Melbourne, na Austrália. A regata de volta ao mundo conta com a participação de sete barcos.

O barco de Martine Grael concluiu o percurso de 6.500 milhas náuticas, iniciado na Cidade do Cabo, na África do Sul, em 17 dias, 11 horas, 24 minutos e 45 segundos. A embarcação vencedora dessa etapa, Mapfre, a concluiu em 14 dias, 8 horas, 10 minutos e 16 segundos.

A equipe de Martine enfrentou uma série de problemas no início da etapa, o que incluiu a quebra do trilho do mastro, além de uma vela importante para ventos fortes. Isso deixou o barco centenas de quilômetros atrás dos seus principais concorrentes, caindo da quarta para a sétima colocação quando começaram a ocorrer os incidentes.

Diante desse cenário, a equipe se concentrou mais nos reparos do que em ser competitiva. Além disso, ainda enfrentou problemas na chegada à baía Port Phillip, em Melbourne, por causa da falta de ventos.

"Foi uma etapa formadora de caráter. Ensinou que o menor erro pode se transformar em uma bola de neve e se tornar algo grande. Você tem que tentar fazer o seu melhor e ver o que acontece", afirmou Chris Nicolson, o capitão do barco.

Após a realização da terceira das 11 etapas da Volvo Ocean Race, a disputa é liderada pelo Mapfre, com 29 pontos, seguido por Dongfeng e Vestas 11th Hour, ambos com 23. A embarcação de Martine está na sexta posição, com nove pontos.

O Akzonobel precisará ser rápido nos reparos das peças quebradas, pois a quarta perna da regata volta ao mundo começará na próxima terça-feira. As embarcações seguirão de Melbourne até Hong Kong em um percurso de 6 mil milhas náuticas. Em 2018, o evento passará pelo Brasil, com Itajaí, no litoral catarinense, sendo o palco de conclusão da sexta etapa e início da sétima.