• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dirigente da Williams faz elogios a Massa: 'Foi a nossa referência neste ano'

  • COMPARTILHE
Esportes

Dirigente da Williams faz elogios a Massa: 'Foi a nossa referência neste ano'

Em seu quarto ano na Williams, Massa teve papel quase de professor por ter como parceiro o jovem canadense Lance Stroll, que começou a temporada com apenas 18 anos

Grove, Inglaterra - Chefe do departamento técnico da Williams, Paddy Lowe faz elogios e reconhece a importância de Felipe Massa para a equipe britânica na temporada 2017 da Fórmula 1. Para Lowe, um dos dirigentes mais experientes do campeonato, o piloto brasileiro foi a referência do time neste ano.

"Ele foi a grande referência para a performance do carro. Você sempre precisa de uma boa referência em algum lugar na garagem. E nem sempre você encontra isso na equipe", declarou Lowe, em entrevista ao site Motorsport.com. "Mas Felipe forneceu esta referência a cada corrida e isso foi muito importante."

Em seu quarto ano na Williams, Massa teve papel quase de professor por ter como parceiro o jovem canadense Lance Stroll, que começou a temporada com apenas 18 anos. Com pouca experiência em competições de Fórmula, o aprendiz precisou das dicas e dos ajustes feitos por Massa em cada etapa da temporada.

Na avaliação de Lowe, o brasileiro foi importante mesmo quando não conseguia ajudar bastante. "Houve dias em que estava um pouco perdido, sem poder dar a melhor referência para Lance, mas mesmo assim seu papel foi notável", declarou.

Massa terminou o Mundial de Pilotos com 43 pontos, apenas três à frente de Stroll, na 11ª colocação. Com dificuldades diante das limitações modelo 2017 da Williams, o brasileiro chegou a brigar pela vitória no GP do Azerbaijão, mas problemas técnico impediram o triunfo.

Na segunda metade da temporada, a Williams iniciou testes com outros pilotos para ocupar a vaga do brasileiro sem avisá-lo. O polonês Robert Kubica e o escocês Paul di Resta testaram na pista, na briga pela vaga de Massa, que pediu uma resposta sobre seu contrato até o GP do Brasil. Sem uma definição certa, a equipe descartou o piloto para 2018, encerrando a passagem do brasileiro pela Fórmula 1.

A equipe ainda não definiu o substituto de Massa para a próxima temporada. Kubica e o russo Sergey Sirotkin são os mais cotados no momento para ficar com a vaga no grid, formando dupla com Stroll.