• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em grupo difícil, Fla é único brasileiro que pode viajar mais do que corintianos

  • COMPARTILHE
Esportes

Em grupo difícil, Fla é único brasileiro que pode viajar mais do que corintianos

Serão pelo menos 18,6 mil km para enfrentar River Plate (Argentina), Emelec (Equador) e mais uma equipe que virá da fase preliminar

São Paulo - Grêmio e Corinthians já conhecem seus três adversários na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018 - Cruzeiro, Santos, Flamengo e Palmeiras ainda esperam os resultados da etapa preliminar para conhecer o quarto e último rival de suas respectivas chaves. O time gaúcho viajará perto de 12,3 mil km e tem o maior e o menor deslocamento entre os compatriotas, por enquanto.

O campeão da América terá longa viagem de ida e volta de mais de 4,6 mil km para atuar contra os venezuelanos do Monagas, em Maturín, a 500 km da capital Caracas. Fará quase um "bate-volta" em Montevidéu, no Uruguai, para enfrentar o Defensor. O trajeto tem de 713 km.

O Flamengo é o único, entre os brasileiros, que pode bater o Corinthians no deslocamento total na fase de grupos. Serão pelo menos 18,6 mil km para enfrentar River Plate (Argentina), Emelec (Equador) e mais uma equipe que virá da fase preliminar.

Se o Táchira passar, obrigará o time carioca a fazer 4,6 mil km para ir e voltar da Venezuela: se isso ocorrer, seriam cerca de 22 mil km de trajeto na etapa de grupos. Entre as outras equipes que podem entrar na chave dos cariocas, a viagem mais curta seria um deslocamento para o Chile, para enfrentar o Santiago Wanderers - a distância é de quase 3 mil km do Rio. A logística é importante porque os times perdem treinos e se desgastam em aeroportos e translados.

O Santos é, por enquanto, o time brasileiro que menos viajará. Para encarar o peruano Real Garcilaso, os argentinos do Estudiantes e mais um rival que virá da fase preliminar, terá pelo menos 10,4 mil km de deslocamento.

A maioria dos possíveis adversários está perto: Banfield, da Argentina (1,6 mil km), Nacional, do Uruguai (1,5 mil km) e a Chapecoense (722 km). O cenário só muda se o Independiente del Valle, do Equador, for o classificado: aí serão 4,3 mil km para ir e voltar do País, o que faria o deslocamento do Santos superar 17 mil km.