• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Premiação da próxima Libertadores não é muito atrativa para equipes brasileiras

  • COMPARTILHE
Esportes

Premiação da próxima Libertadores não é muito atrativa para equipes brasileiras

O número é relativamente alto, entretanto se torna pequeno se comparado às premiações dadas para algumas competições nacionais, como a Copa do Brasil

São Paulo - O título da Libertadores é um dos mais cobiçados pelos clubes, pelo status e por dar a oportunidade de disputar o Mundial de Clubes da Fifa, mas financeiramente ainda está longe de ser o torneio mais vantajoso para as equipes brasileiras.

O campeão do torneio continental pode ganhar até US$ 11 milhões (cerca de R$ 36 milhões) contando os bônus por avançar nas fases do torneio. Apenas o prêmio pelo título é de US$ 6 milhões (algo em torno de R$ 19,7 milhões), o dobro do que recebeu o Grêmio, último vencedor.

O número é relativamente alto, entretanto se torna pequeno se comparado às premiações dadas para algumas competições nacionais, que possuem maiores prêmios por causa dos direitos de transmissão dos jogos.

A Copa do Brasil pode pagar até R$ 68,7 milhões ao campeão, dependendo da fase que o clube entrar na competição. Conforme for avançando de estágio no torneio, ganha um bônus e só o título já vale R$ 50 milhões. Além disso, o clube também garante a vaga para a edição da Libertadores de 2019. O vice ganha R$ 20 milhões e mais bonificação por fases ultrapassadas.

Já o Mundial de Clubes de 2018 deverá pagar a mesma quantia que o Real Madrid recebeu após sagrar-se campeão da competição da Fifa neste ano: cerca de US$ 5 milhões (R$ 16,5 milhões). Quanto ao Campeonato Paulista, o Estadual renderá R$ 5 milhões ao campeão, valor que o Corinthians recebeu pelo troféu que ganhou no primeiro semestre.