• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Preso pela Polícia Federal, presidente eleito da Desportiva renuncia ao cargo

  • COMPARTILHE
Esportes

Preso pela Polícia Federal, presidente eleito da Desportiva renuncia ao cargo

Ele comunicou sua decisão, nesta terça-feira, por meio de carta encaminhada à direção do clube. Ele foi detido, na última quarta-feira, por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas

Edney Costa encaminhou à Desportiva, nesta terça-feira, a carta de renúncia ao cargo de presidente

O presidente eleito da Desportiva Ferroviária, Edney José da Costa, renunciou ao cargo nesta terça-feira (12). Edney foi preso na última quarta-feira (06), durante uma operação da Polícia Federal, por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas.

Edney, que assumiria a presidência do clube no dia 1º de janeiro de 2018, comunicou sua decisão em uma carta encaminhada ao presidente do Conselho Deliberativo da Desportiva e ao vice-presidente do Conselho Diretor do clube.

Segundo Edney, o motivo da renúncia é preservar a imagem da Desportiva e evitar que o andamento dos trabalhos no clube sejam prejudicados. Além disso, o presidente eleito destaca "os insistentes e legítimos pedidos" de sua família para que ele renunciasse ao cargo.

Na carta, Edney ressalta que é inocente e que não tem qualquer envolvimento no esquema de tráfico de drogas desmontado pela Polícia Federal na semana passada. Ele confirma que esteve no local onde ocorreu a apreensão de mais de 240 kg da cocaína, mas alega que foi lá a pedido de um dos outros seis detidos pela PF e que imaginava que havia ido para "orçar um serviço para um conhecido de longa data".

Edney disse ainda que acredita que a Polícia Federal esteja o confundindo com um outro indivíduo, conhecido como "Gordo". "Tenho uma dificuldade com o peso sim, mas não sou o vulgo 'Gordo' que aqueles investigam há mais de 4 anos e nada sabem. Descobri com esse infortúnio que estar fora do peso no Brasil pode te levar a permanecer em uma prisão desnecessária, quando, em verdade, poderia defender-me em liberdade sem causar perigo algum à sociedade", escreveu.

Edney Costa está preso no Centro de Detenção Provisória de Viana II. Na última sexta-feira (08) seria realizada a audiência de custódia dele, mas ela foi suspensa, já que a Justiça Federal já havia decretado a prisão preventiva de Edney e dos demais suspeitos detidos durante a operação da PF.

Por meio de nota, a Desportiva Ferroviária confirmou que recebeu, na tarde desta terça-feira (12), por meio do advogado de Edney José da Costa, o documento no qual o mesmo teria renunciado ao cargo de presidente do Conselho Diretor. A Desportiva informou ainda que trabalha internamente na resolução da questão política e que uma Assembleia Geral Extraordinária será convocada, nos próximos dias, para discutir e deliberar o novo processo eleitoral.

Veja: