• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pronto para o retorno, Bellucci revela dificuldade para superar lesão

  • COMPARTILHE
Esportes

Pronto para o retorno, Bellucci revela dificuldade para superar lesão

Apesar das limitações sofridas nas últimas semanas, ele garante estar 100% pronto para voltar

Sem entrar em quadra desde agosto, Thomaz Bellucci teve mais dificuldade do que esperava para superar uma lesão no Tendão de Aquiles esquerdo. Mas, apesar das limitações sofridas nas últimas semanas, ele garante estar 100% pronto para voltar ao circuito, a partir de janeiro, segundo revelou em entrevista ao Estado.

"Eu tive uma lesão séria, uma ruptura no Tendão de Aquiles esquerdo, mas estou bem recuperado. Já voltei a treinar normalmente. Demorou um pouquinho para recuperar porque é uma lesão meio chata. Tentei voltar, senti dor. Voltei para a fisioterapia. E agora estou conseguindo voltar para a quadra", revelou.

A tentativa frustrada de voltar a jogar acabou atrapalhando os planos do tenista em começar mais cedo a pré-temporada. A meta era antecipar a programação para agilizar a mudança do tenista para os Estados Unidos. A partir de 2018, o atual 113º do ranking terá Brandenton, na Flórida, como base para competir no circuito.

A mudança será rápida porque o brasileiro já pretende estar em quadra na primeira semana do ano. Seu primeiro compromisso será no Challenger de Playford, na Austrália. Será uma forma de preparar-se, em quadra dura, para o qualifying do Aberto da Austrália, que terá início no dia 10 - as chaves principais vão começar no dia 15.

Em seus primeiros torneios em 2018, Bellucci garantiu que seu principal objetivo é somar pontos para se reerguer no ranking. "A minha meta para os primeiros torneios do ano é voltar para o Top 100 do ranking. Vou disputar o Aberto da Austrália e as três competições na América do Sul, onde gosto de jogar e geralmente vou bem. Entrando nos torneios maiores, já consigo uma posição melhor no ranking", projetou.

E, nesta busca, o ex-Top 30 terá a companhia de André Sá. A parceria teve início em julho de forma provisória, com Sá mantendo sua atuação como duplista e treinador. O acordo virou definitivo em setembro e, segundo Bellucci, está garantido até novembro do próximo ano..

"Ele vai comigo para todos os torneios", revelou o tenista, que terá ainda o apoio de outro treinador. "Como agora eu terei os Estados Unidos como base, vou contratar mais um técnico lá para complementar o trabalho. É um espanhol que mora em Bradenton. Não vou falar o nome porque ainda não fechamos a parceria", revelou.