• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Tentando sair da crise, Desportiva Ferroviária prorroga mandato de diretoria

  • COMPARTILHE
Esportes

Tentando sair da crise, Desportiva Ferroviária prorroga mandato de diretoria

A Assembleia Geral Extraordinária decidiu, por unanimidade, pela anulação da eleição realizada no dia 31/08/2017, analisando os recentes acontecimentos

A crise política na Desportiva foi instalada após a prisão do ex-presidente eleito, Edney José da Costa.

Depois do caso evolvendo o ex-presidente eleito da Desportiva Ferroviária, Edney José da Costa, o clube grená prorrogou o mandato do atual Conselho Diretor e Conselho Deliberativo. A decisão foi anunciada em uma Assembleia Geral Extraordinária realizada na noite desta terça-feira (26), que contou com a presença de 27 sócios.   

A Assembleia Geral Extraordinária decidiu, por unanimidade, pela anulação da eleição realizada no dia 31/08/2017, analisando os recentes acontecimentos pessoais do então presidente eleito Edney José da Costa e sua consequente renúncia. Ainda de acordo com a decisão, foi prorrogado o mandato do atual presidente, Wilson de Jesus, e do Conselho Deliberativo, por até 60 dias, até a posse da nova diretoria a ser eleita. As novas eleições estão previstas para serem realizadas no dia 24 de janeiro. 

A crise política na Desportiva foi instalada após a prisão do ex-presidente eleito, Edney José da Costa, junto com outras seis pessoas, realizada pela Polícia Federal no início deste mês. Na operação, foram apreendidos mais de 240 quilos de cocaína, nas proximidades dos bairros Cobilândia e Rio Marinho, em Vila Velha.

Segundo a Polícia Federal, a droga estava pronta para ser encaminhada ao Porto de Vila Velha e estava alojada dentro de um contêiner, misturada a uma carga de milho. Segundo a PF, o destino da droga seria a Europa. 

Leia também:
Presidente da Desportiva é suspeito de envolvimento em tráfico de drogas durante operação da Polícia Federal

Operação da Polícia Federal prende suspeito de participação em caso de helicóptero com droga no interior do ES

Edney e outros seis suspeitos de tráfico de drogas tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça Federal. Com isso, eles ficarão presos por tempo indeterminado. 

Coletiva

Nesta quarta-feira (27), às 16h, no estádio Engenheiro Araripe, será realizada uma coletiva de imprensa com o presidente Wilson de Jesus, o diretor financeiro Paulo Renato da Cunha e o gerente de futebol Fabiano Rossato. A expectativa é que sejam detalhados o futuro do futebol no clube grená, principalmente em relação a participação da Desportiva Ferroviária no Campeonato Capixaba 2018, com a contratação de atletas e demais questões burocráticas.

Dispensa do elenco 

No dia 08 de dezembro, o departamento de futebol da Desportiva Ferroviária suspendeu os treinamentos da equipe e liberou todo o elenco grená das atividades que estavam programadas para os próximos dias de 2017. A decisão tomada aconteceu após a prisão do presidente eleito Edney José Costa, em uma operação de combate ao tráfico de drogas realizada pela Polícia Federal.

Edney tomaria posse a partir do dia 1º de janeiro de 2018. De acordo com a nota oficial divulgada pela assessoria da Desportiva, a medida foi tomada em virtude da necessidade de reorganizar politicamente e administrativamente o clube.

Ainda de acordo com a nota, as atividades ligadas ao futebol retornariam no dia 02 de janeiro de 2018. 

O caso

A Polícia Federal apreendeu mais de 250 quilos de cocaína que seria exportada para a Europa. A droga estava distribuída em 230 tabletes armazenados dentro de um contêiner carregado de milho e armazenado em um galpão, em Vila Velha. Entre os sete detidos pela Polícia Federal, está Elio Rodrigues, suspeito de envolvimento no caso do helicóptero apreendido com 443 quilos de cocaína, em novembro de 2013, em uma fazenda de Afonso Cláudio, no Espírito Santo.

De acordo com a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, o carregamento de cocaína, apreendido no dia 07 de dezembro, foi avaliado em mais de US$ 17 milhões. "Esse contêiner saiu da área onde fica armazenado, passou pelo scanner e, ao invés de entrar no terminal, foi desviado para um galpão em Vila Velha. No local, houve a ruptura do lacrem, a colocação da droga e a nova lacração com o lacre clonado", afirmou o chefe da Delegacia, Leonardo Damaceno.

Todos os detidos, segundo a PF, trabalhavam na área portuária no Espírito Santo e em outros estados do país. "Um desses presos é funcionário que vendia informações. Nós tínhamos dois indivíduos de fora, que nos acompanhamos a chegada deles ontem no Estado e eles encontraram com outros que a gente já acompanhava no Espírito Santo", disse.

Com o suspeito, que seria responsável por vender as informações sobre a programação do contêiner, foram apreendidos R$ 13.800. Além disso, um outro suspeito de envolvimento é Edney José da Costa, presidente eleito na Desportiva Ferroviária, que tomaria posse em janeiro 2018.

Já Elio Rodrigues já havia sido indiciado e acusado por envolvimento com o tráfico de drogas, em novembro de 2013, no município de Afonso Cláudio, no interior do Estado.

Confira o vídeo: