• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Manual do Folião: confira dicas para curtir os desfiles das escolas de samba no Carnaval de Vitória

CARNAVAL 2020

Geral

Manual do Folião: confira dicas para curtir os desfiles das escolas de samba no Carnaval de Vitória

O prestígio do Carnaval de Vitória com a população capixaba aumenta o público e atrai celebridades

Foto: Divulgação

Foi dada a largada para o carnaval! Na noite de quinta-feira (13), as escolas do Grupo de Acesso B abrilhantaram o Sambão do Povo e encantaram o público. Quem for acompanhar os desfiles nesta sexta-feira (14) e no sábado (15) precisa ficar atento às regras de acesso ao Sambódromo. Pensando nisso, preparamos algumas dicas para o folião curtir com segurança os desfiles.

>> CADERNO ESPECIAL: acompanhe todas as notícias do Carnaval 2020!

O que pode e não pode levar?

Para acompanhar o evento, cada pessoa pode levar duas garrafas plásticas de 500 ml cada e dois lanches (sanduíches, salgados ou frutas). É importante lembrar que é proibido entrar com garrafas de vidro, caixas de isopor e caixas térmicas, apenas bolsas térmica.

A recomendação para quem vai assistir aos desfiles é ir com calçado confortável, estar bem alimentado e ingerir bastante líquido, principalmente água. Os componentes das agremiações não podem ingerir bebidas alcoólicas, tirar foto durante o desfile e devem ir com roupa e calçado recomendado pela escola.

O folião deve levar um documento de identidade. Menores de 16 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsável legal maior de 18 anos com documento de identificação, como previsto na Portaria 03/2017, publicada na 1ª vara da Infância e da Juventude.

Ingressos

Foto: Divulgação

Ainda tem ingressos para assistir aos desfiles das arquibancadas B e E. Para quem deseja acompanhar os desfiles desta sexta-feira (14), R$ 50 reais a inteira e R$ 25 a meia entrada. Já para assistir ao desfiles do Grupo Especial, no sábado (14), a entrada custa R$ 80 reais a inteira e R$ 40 reais a meia. O combo para os dois dias de desfiles custam R$ 110 reais a inteira e R$ 55 a meia entrada.

Tem direito a meia entrada: idosos com idade igual ou superior a 60 anos, estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino, professores, doadores de sangue habitual com carteirinha expedida pela Secretaria Estadual de Saúde, jornalistas e radialistas.

Os ingressos podem ser adquiridos no site www.lebillet.com.br e nas Óticas Diniz do Shopping Vitória, Shopping Vila Velha, Shopping Praia da Costa, Shopping Moxuara e Shopping Mestre Álvaro.

Abertura dos portões

Nos dois dias, os portões serão abertos a partir das 20 horas. Os desfiles das escolas estão previstos para iniciar as 22 horas e, entre cada agremiação, haverá um intervalo de 7 minutos. Nesta sexta-feira (14), cada agremiação terá de 45 à 55 minutos para mostrar o seu enredo. Desfilam no dia a Pega no Samba, Chega Mais, Andaraí, Rodas de Ouro, Chegou o Que Faltava, Unidos de Barreiros e encerrando a noite, a Mocidade da Praia.

Foto: Folha Vitória

No sábado (15), as escolas terão de 52 à 62 minutos para apresentar o seu trabalho. A agremiação que abre a noite será a Unidos da Piedade, seguida pela Jucutuquara, Mocidade Unida da Glória, Boa Vista, Novo Império, Imperatriz do Forte e a São Torquato encerra os desfiles deste ano.

Avaliação das escolas de samba

As escolas serão avaliadas por 27 julgadores divididos em nove quesitos. São eles Bateria; Samba-enredo; Harmonia; Evolução; Enredo; Alegorias e adereços; Fantasias; Comissão de frente; e Mestre-sala e porta-bandeira.

As notas de cada quesito será conhecida na próxima quarta-feira (19), na apuração que começa a partir das 15 horas. Dos jurados, 17 são capixabas e 10 são de outros estados.

Em 2021, a escola campeã do Grupo de Acesso desfilará no Grupo Especial. Já a última colocada no Grupo Especial irá desfilar no Grupo de Acesso.

O prestígio do evento com a população capixaba aumenta o público e atrai celebridades. A cada edição, o Carnaval de Vitória conquista um público maior. Isto é resultado do encanto provocado pelos enredos das agremiações e da valorização do samba local.