• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Câmeras começam a multar infrações de trânsito em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Geral

Câmeras começam a multar infrações de trânsito em Vila Velha

Entre as infrações que serão observadas, estão veículos parados sobre a faixa de pedestre, estacionamento e conversões em locais proibidos e uso do celular ao volante.

A fiscalização será realizada em seis pontos de vias da cidade monitoradas por câmeras. Foto: Felix Falcão

A partir desta segunda-feira (19), 32 câmeras de monitoramento serão usadas para fiscalizar e multar motoristas em Vila Velha. Depois de mais de 30 dias de conscientização e ações educativas, a Prefeitura de Vila Velha inicia a fiscalização em seis pontos de vias da cidade monitoradas por câmeras. Os locais já foram sinalizados com placas informativas.

A fiscalização será feita por um agente de trânsito credenciado, que vai monitorar as imagens captadas por sete câmeras, a partir da Central de Videomonitoramento, localizada na avenida Darly Santos, em Novo México. Entre as infrações que serão observadas, estão veículos parados sobre a faixa de pedestre, estacionamento e conversões em locais proibidos e uso do celular ao volante.

Os locais fiscalizados por vídeo estão situados em dois pontos da Avenida Carlos Lindenberg, em Aribiri (Posto Sete), e na entrada do Ibes; nas Avenidas Champagnat com a Hugo Musso, na Avenida Jerônimo Monteiro com a Rua Santa Terezinha, na Avenida Professora Francelina Carneiro Setúbal, em Itapuã, e a Avenida Leila Diniz, em Novo México.

O secretário municipal de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito (Semprev), cel. Oberacy Emmerich Júnior, destacou a importância do monitoramento de vias por vídeo. “A fiscalização inibe acidentes e também as irregularidades no trânsito”.

As infrações nesse formato de fiscalização precisam ser identificadas em tempo real pelos agentes da guarda municipal que vão monitorar as imagens. As multas não podem ser aplicadas após análises de imagens gravadas. As câmeras não serão usadas para multar excesso de velocidade porque, segundo a prefeitura, elas não são adequadas para esse tipo de infração.