• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Confronto entre criminosos e policiais na Favela da Rocinha deixa dois mortos

  • COMPARTILHE
Geral

Confronto entre criminosos e policiais na Favela da Rocinha deixa dois mortos

Duas pessoas morreram durante um confronto entre criminosos e policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, na zona sul do Rio, por volta das 21h30 desta quarta-feira, 21. Um morador da favela morreu atingido por uma bala perdida. O outro morto é um policial militar - o 30º a ser assassinado no Estado do Rio neste ano.

Segundo a PM, policiais da UPP faziam patrulhamento pelo Largo do Boiadeiro quando foram atacados a tiros por criminosos. O soldado Felipe Mesquita foi atingido e, embora tenha sido levado ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon (zona sul), não resistiu aos ferimentos e morreu.

Antonio Ferreira da Silva, que vendia objetos usados numa região conhecida como Valão, estava atravessando uma passarela próxima ao local do tiroteio quando foi atingido por uma bala perdida e morreu.

O policiamento foi reforçado com a presença de agentes do Batalhão de Choque e do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Houve novos tiroteios após a chegada desse contingente, mas às 23h30 os confrontos haviam cessado, segundo moradores relataram pelas redes sociais.

Além do soldado Mesquita, mais dois policiais militares foram mortos no Estado do Rio nesta quarta-feira - em Cabo Frio (Região dos Lagos) e em Belford Roxo (Baixada Fluminense). Com eles, já chega a 30 o número de policiais militares mortos neste ano no Estado.