• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Criança com suspeita de H1N1 segue internada em Cachoeiro

  • COMPARTILHE
Geral

Criança com suspeita de H1N1 segue internada em Cachoeiro

Até a última quinta-feira (15), o estado de saúde da criança era grave, mas estável

A criança de pouco mais de um ano, com suspeita de gripe do tipo H1N1, continua internada em estado grave no Hospital Infantil Francisco de Assis, em Cachoeiro de Itapemirim. De acordo com informações passadas pelo hospital, a criança chegou ao local na última sexta-feira (9) com sintomas de uma forte gripe.

De acordo com a Prefeitura do município, exames foram feitos na criança para descobrir se realmente é a gripe do tipo H1N1, mas o resultado ainda não saiu.

O hospital disse, na última terça-feira (13), que pelos sintomas, foi diagnosticado que poderia ser a gripe do tipo H1N1. Por conta disso, a criança foi isolada e todos os exames necessários foram feitos. O resultado ainda não saiu para confirmar a doença.

Ainda de acordo com o hospital, foi feito um protocolo sobre a doença no Ministério da Saúde. Mesmo sem o resultado do exame, a criança já recebeu a medicação e foi entubada.

Dados

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), de janeiro a outubro de 2017 foram registrados 64 casos de Síndrome respiratória aguda grave (Srag) por influenza no Estado, sendo 52 casos por Influenza A H3N2, um caso por Influenza A (não subtipado) e 11 casos por Influenza B. Destes casos, seis evoluíram para óbito (H3N2). Todas as notificações são investigadas para apurar o agente causador.

Orientações

Tanto a Influenza A (H1N1) quanto a Influenza Sazonal (gripe comum) são causadas por subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são os mesmos: febre, tosse, dor de garganta, dor no corpo e mal-estar, caracterizando uma síndrome gripal. Quando o paciente apresentar estes sintomas e estiver com dificuldade para respirar, a orientação é procurar um serviço médico.

Prevenção

- Lavar sempre as mãos com água e sabão;
- Evitar colocar as mãos no rosto, em especial na boca e no nariz;
- Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com lenço de papel.