• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Depois da tempestade... semáforos apagados e manhã de reparos na GV

  • COMPARTILHE
Geral

Depois da tempestade... semáforos apagados e manhã de reparos na GV

Uma árvore caiu em Vila Velha e vários pontos de alagamentos também foram registrados

Alagamentos foram registrados no município de Vila Velha

Após uma noite de chuva e raios na Grande Vitória, a manhã desta terça-feira (6) foi de reparos. Em Vitória e Vila Velha diversos semáforos ficaram apagados por conta das descargas elétricas. Além disso, houve registros de deslizamento, queda de árvore, alagamentos e até um muro que desabou.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Vitória, Jonathan Jantorno, não houve muitos transtornos na Capital. "Só tivemos o registro de um muro que caiu dentro do quintal de uma casa no bairro Mário Cypreste. A água desceu do Morro Alagoano em direção a casa. Equipes foram ao local para avaliar a situação, mas aparentemente não teve danos estruturais", informou.

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito, informou que uma equipe da Defesa Civil fará, na manhã desta terça-feira, uma vistoria técnica na Unidade Municipal Educação Infantil (Umei) Pedro Pandolfi, em Rio Marinho, para avaliar os efeitos do deslizamento de terras que ocorreu no entorno da escola.

>> Previsão de chuvas intensas e tempestade de raios para esta terça-feira no ES
>> Espírito Santo é atingido por quase mil raios durante tempestade nesta segunda-feira

>> Chuva causa estragos na Grande Vitória. Assista aos vídeos!
>> Show de raios no céu e alagamentos nas ruas de Vila Velha. Veja as fotos!

A prefeitura disse ainda que técnicos do órgão também estão monitorando os pontos críticos de encostas do município. Há alguns pontos de alagamentos na Avenida Antônio Gil Veloso, na orla de Itapuã; na Avenida Luciano das Neves, Avenida Jerônimo Monteiro, na Glória; Avenida Carlos Lindenberg, em Aribiri, Avenida Santa Leopoldina e Praça de Coqueiral de Itaparica; também na Rua Olívio Lira, na Praia da Costa, no Terminal de São Torquato e em ruas do bairro Cocal. Nos locais, as águas estão sendo drenadas.

Também em Vila Velha, uma árvore caiu na Avenida Hugo Musso, em Itapuã, e deverá ser retirada por técnicos da Secretaria de Serviços Urbanos. A Defesa Civil do municipal informou que continua em alerta, pois há previsão de chuvas para esta terça-feira no município.

Já a Defesa Civil Estadual informou que as ocorrências ainda estão sendo contabilizadas pelas coordenadorias municipais. Disse também que não houve previsão de pancada de chuva na última segunda-feira (5).

Semáforos

A Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura de Vitória (Setran) informou que após a chuva, devido a grandes e variadas descargas elétricas, alguns semáforos foram danificados nos equipamentos de funcionamento lógico. Eles são responsáveis pela sincronia e programação dos controladores dos semáforos. 

Alguns semáforos na Praia do Canto, Jardim da Penha e Centro de Vitória sofreram esses problemas. O Setran disse que uma equipe está na rua desde as 6h30 fazendo a troca destes componentes que foram queimados. Por se tratar de vários pontos com o mesmo problema, o órgão montou um plano de ação para resolver a situação o quanto antes. 

A secretaria afirmou que as regiões da Praia do Canto e Jardim da Penha já foram atendidas e estão funcionando normalmente. O trânsito ainda continua devido ao acúmulo de veículo durante estas manutenções. Equipes da Setran também estão fazendo a troca de módulos eletrônicos. Além disso, agentes da Guarda Municipal estão desde cedo nas vias orientando motoristas e organizando o trânsito.

Em Vila Velha alguns semáforos também apresentaram problemas por conta das descargas elétricas, mas a prefeitura disse que o funcionamento dos equipamentos está sendo restabelecido. 

Falta de água

O abastecimento de água da sede de Linhares foi comprometido desde na manhã desta terça-feira, segundo a prefeitura do município. Regência, no litoral de Linhares, também pode ficar sem água porque é abastecida por caminhões pipa que ficaram sem condições de seguir até a localidade. 

De acordo com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Linhares (Saae), a interrupção do serviço foi ocasionada devido a falta de energia elétrica da concessionária responsável pelo fornecimento. Assim que a abastecimento for retomado, o Saae vai realizar o procedimento necessário em todos os hidrantes existentes em Linhares para garantir a qualidade da água que abastece as regiões afetadas. 

O Diretor de Operações do Saae, Zércio Largura, esclareceu que o descarte de água por meio dos hidrantes é um procedimento necessário após manutenções que ocorrem nas estações de tratamento que abastecem a sede do município e nas redes adutoras.

Procurada para saber a situação na região metropolitana do Estado, a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) informou que nos locais onde a Companhia atua não houve qualquer tipo de falha registrada.