• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

EUA buscam proibir acessório para armas dispararem mais rápido

  • COMPARTILHE
Geral

EUA buscam proibir acessório para armas dispararem mais rápido

O Departamento da Justiça dos Estados Unidos emitiu uma regulação para proibir dispositivos com os quais certas armas de fogo podem disparar tão rapidamente quando as metralhadoras. Os dispositivos, conhecidos como bump stocks, podem com isso se tornar ilegais.

A proposta de veto ao item é a primeira ação do Executivo desde que o presidente Donald Trump afirmou que pretendia garantir que a segurança escolar fosse uma prioridade da Casa Branca. "O presidente Trump está absolutamente comprometido em garantir a segurança de cada americano e nos orientou a propor uma regulação sobre bump stocks", afirmou em comunicado neste sábado o procurador-geral, Jeff Sessions.

A regulação deve alterar com uma emenda a definição de metralhadoras na Lei Nacional de Armas de Fogo e Controle de Armas, a fim de incluir esses dispositivos, disse Sessions. O Departamento de Justiça informou que a regulação precisa ser revista pelo Escritório Federal de Administração e Orçamento antes de entrar em vigor.

A medida é tomada após o ataque a tiros no mês passado em uma escola de Ensino Médio da Flórida, que deixou 17 mortos. Os bump stocks tornaram-se parte da questão pela primeira vez nos últimos anos, quando foram usados entre as armas empregadas em um ataque a tiros em Las Vegas que matou 58 pessoas, em 1º de outubro do ano passado.

O presidente já mostrou interesse em várias mudanças, entre elas a elevação da idade mínima para a compra de algumas armas, apesar da oposição da Associação Nacional do Rifle à medida. Trump também defendeu que alguns funcionários de escolas e professores portem armas, o que foi criticado por vários grupos pelo controle de armas e por associações de docentes. Fonte: Dow Jones Newswires.