• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Moradores usam tartaruga morta para protestar contra lixo na Orla de Camburi

  • COMPARTILHE
Geral

Moradores usam tartaruga morta para protestar contra lixo na Orla de Camburi

Moradores e frequentadores de várias praias de Vitória reclamaram da sujeita que amanheceu na Orla de Vitória

Moradores e frequentadores da Orla de Camburi, em Vitória, realizaram um protesto silencioso nesta sexta-feira (09), em razão da grande quantidade de lixo que surge nas praias da Capital durante e após cada período de chuva. 

Vários itens encontrados na praia, como embalagens de produtos residenciais e até uma tartaruga morta, foram colocados lado a lado com a estátua do músico capixaba Maurício de Oliveira, ponto turístico da Capital.

A Secretaria da Central de Serviços da Prefeitura de Vitória informa que o recolhimento do animal foi realizado pelo Projeto Tamar. Além disso, reforçam que, com o objetivo de manter a cidade limpa e organizada, segue diariamente um cronograma de ações nas praias e em diversos pontos de Vitória. 

Animal morto

Segundo Giovanna Cypriano Lage, Gestora de Projetos da CTA Meio Ambiente, a maioria das mortes de tartarugas marinhas está associada a ingestão de resíduos sólidos. Ela ainda ressalta que, após o recolhimento de qualquer animal morto, eles são registrados e encaminhados para a realização de necropsia.

O Programa de Monitoramento de Praia das Bacias de Campos e Espírito Santo é executado pelo CTA – Serviços em Meio Ambiente em contrato firmado com a Petrobras para atendimento a condicionante da Licença Ambiental, expedida pelo IBAMA. A área de monitoramento abrange o litoral dos municípios de Conceição da Barra/ES a Saquarema/RJ, totalizando 750 km, aproximadamente.

Giovanna também alerta que, caso encontre um animal encalhado na praia (mamíferos, tartarugas e aves marinhas), vivo ou morto, pode-se acionar a Central de Emergências Ambientais da Petrobras através dos números 0800 039 5005 (ES) e 0800 026 2828 (RJ).