• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pesquisa aponta que diferença entre preços de produtos de Páscoa pode chegar a 44,61%

  • COMPARTILHE
Geral

Pesquisa aponta que diferença entre preços de produtos de Páscoa pode chegar a 44,61%

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 23 deste mês. Foram pesquisados 15 itens, entre ovos de Páscoa e chocolates em barra, bombons ou caixas

O Procon Vitória realizou uma pesquisa comparativa de preços dos ovos de Páscoa comercializados nos seis maiores supermercados da capital e constatou que a diferença de um mesmo produto (marca, tamanho e tipo) pode chegar a 44,61%.

Enquanto em um estabelecimento o produto é vendido por R$ 26,90, em outro, ele sai por R$ 34,88. Mas o que mais surpreendeu as equipes foi a comparação feita entre o valor cobrado em um ovo de Páscoa e o mesmo tipo de chocolate vendido em forma de tablete, cuja diferença chega a 280%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 23 deste mês. Foram pesquisados 15 itens, entre ovos de Páscoa e chocolates em barra, bombons ou caixas. O levantamento levou em consideração os mesmos produtos em formato ovo e os correspondentes da mesma marca, tipo, ingredientes e valor nutricional.

Consciente

A gerente do Procon Vitória, Herica Correa Souza, disse que a pesquisa de preços é uma forma de contribuir para que o consumidor vá às compras cada vez mais consciente e compre de forma a evitar o superendividamento familiar. "Decidimos mostrar não só a diferença dos valores praticados, mas também que as famílias podem manter as tradições de forma criativa e alternativa, substituindo os ovos por outros chocolates".

Ela aconselhou as famílias a aproveitar essas datas comemorativas para trabalhar economia financeira e educar para o consumo consciente e sustentável.

"A nossa pesquisa revelou que um ovo de Páscoa de 270 gramas (tipo chocolate com cobertura de castanhas) é vendido a R$ 38,90, o que significa que 100g dele custam R$ 14,41. Com o valor do ovo seria suficiente levar um quilo, gastando apenas R$ 37,90, e ainda sobrar troco, o que representa uma diferença de 280% no preço do quilo do mesmo produto só vendido em formato diferente".

Herica disse que as famílias precisam trabalhar essas questões desde a infância para que. "Quando falamos em educar financeiramente, não estamos falando em parar de comprar, de acabar com as tradições, mas compreender quais as melhores ações que devem ser tomadas para que você e sua família consigam ter uma segurança material para o futuro".