• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira no ES

  • COMPARTILHE
Geral

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda-feira no ES

No Espírito Santo, 963.932 pessoas estão entre o público-alvo da campanha

A partir desta segunda-feira (23), até o dia 1º de junho, será realizada a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. No Espírito Santo, 963.932 pessoas estão entre o público-alvo da campanha, que tem como meta imunizar pelo menos 90% (867.538) dessa população, conforme estabelece o Ministério da Saúde.

Para atender a essa necessidade, o Estado deve receber 1.060.400 doses da vacina do governo federal. As vacinas foram distribuídas para os municípios para que eles vacinem o público-alvo, ação que é realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou conforme a estratégia de cada administração.

Leia também:
>> Saiba como será a campanha de vacinação contra a gripe em Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves
>> Vacinação contra gripe começa nesta 2ª em Vitória. Saiba como fazer o agendamento online!

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, enfatiza que todos que fazem parte dos grupos prioritários da campanha devem receber a vacina para obter proteção contra a gripe e evitar possíveis complicações de saúde. Segundo ela, estudos apontam que a gripe provoca hospitalização e morte principalmente entre os grupos de alto risco que não receberam a vacina, ou seja, em idosos; portadores de doenças crônicas e condições clínicas especiais; crianças menores de 5 anos de idade, ainda que previamente saudáveis; e mulheres gestantes ou na fase do puerpério.

Danielle explica que a gripe é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e é causada pelos vírus influenza, sendo que o vírus A e B são os que provocam maior impacto na saúde humana. A vacina que será aplicada na campanha deste ano protegerá contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações salientou que quem recebeu a vacina na campanha do ano passado deve se vacinar este ano para ficar protegido, já que a composição da vacina muda a cada ano devido às constantes mutações dos vírus influenza. Segundo ela, em torno de dez dias após a aplicação da vacina a pessoa fica protegida.

Os sintomas da gripe são agudos, ou seja, surgem de repente. A pessoa começa a se sentir mal, logo vem a dor de garganta, muita dor no corpo, febre alta prolongada e tosse. Muitos sintomas da gripe são semelhantes ao do resfriado, que também dá tosse, coriza, apesar de a pessoa não ficar tão prostrada e às vezes nem ter febre. Em alguns casos, a infecção pelo vírus influenza pode evoluir para um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), em que o paciente apresenta sintomas gripais associados a uma forte dificuldade de respirar.

Para não haver dúvida nem correr risco, é importante buscar atendimento médico mesmo se os sintomas forem mais brandos. O médico é quem poderá, de forma segura, fazer o diagnóstico e determinar o tratamento.

Há situações em que pessoas relatam terem ficado gripadas depois de terem tomado a vacina influenza, mas a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações explica que a vacina é composta de vírus inativado (morto e fragmentado), portanto, não provoca a doença. Pode acontecer, no entanto, de a pessoa ter tido contato com o vírus influenza poucos dias antes de ser vacinada ou antes de o corpo ter produzido a imunidade, por isso a doença se desenvolve no organismo mesmo com a aplicação da vacina.

Dados

Em 2018, até o momento, foram registrados seis casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por Influenza no Espírito Santo, sendo dois casos por Influenza A (H3N2), dois casos por Influenza A (H1N1) e dois casos por Influenza B. Destes, um caso evoluiu para óbito por Influenza B. Em 2017 o estado registrou 67 casos de SRAG por Influenza, sendo 54 casos por Influenza A (H3N2), um caso por Influenza A (não subtipado) e 12 casos por Influenza B. Destes casos, sete evoluíram para óbito (H3N2).

Quem poderá receber a vacina pelo SUS:

- Crianças de 6 meses até menores 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);

- Trabalhadores de saúde;

- Gestantes;

- Puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto);

- Pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais;

- Povos indígenas;

- Pessoas com 60 anos ou mais;

-Professores que atuam em sala de aula em escolas públicas e privadas de ensino infantil, fundamental, médio e superior;

- População privada de liberdade;

- Adolescentes e jovens sob medida socioeducativas;

- Funcionários do sistema prisional.

A vacinação nos municípios:

Vitória

Em Vitória, como aconteceu no ano passado, as vacinas poderão ser marcadas pela internet, por meio do agendamento online, a partir desta quinta (19). Para agendar, acesso o endereço, em "Escolha o serviço", selecione a categoria "Saúde" e, em "Selecione o Serviço", clique sobre o seu respectivo grupo de vacinação (manhã ou tarde).

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Tatiane Comério, explicou que a vacina contra Influenza é indicada para os grupos com maiores riscos de agravamento, internações e óbitos. "Esses grupos são formados por pessoas com maior risco de internação e até óbito, se tiverem complicações provenientes de uma gripe".

Além da vacinação nas unidades de saúde, Vitória e os demais municípios do Espírito Santo também irão participar do Dia D da Vacinação, em 12 de maio, para todos os grupos prioritários.

Vila Velha

A população a ser vacinada em Vila Velha é de 101.510 pessoas. A meta é vacinar 90% da população das crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), das gestantes, das puérperas, dos povos indígenas, das pessoas com 60 anos de idade ou mais, dos trabalhadores de saúde e dos professores.

No dia 12 de maio será realizado o dia D de mobilização nacional. Todas as unidades de saúde (exceto Paul e Prainha) estarão funcionando das 8 às 17 horas. Nessa data acontecerá, também, a vacinação apenas de adultos na Igreja Católica Nossa Senhora Perpétuo Socorro, na Praia da Costa.

Será realizada a vacinação apenas de adultos em cinco postos volantes, das 8 às 11 horas:

- 26/04/18: Santuário de Vila Velha (Centro)

- 27/04/18: Igreja Batista da Orla (Itapuã)

- 02/05/18: Igreja Católica Nossa Senhora Perpétuo Socorro (Praia da Costa)

- 03/05/18: Primeira Igreja Batista Praia da Costa

- 08/05/18: Igreja Católica Bom Pastor (Praia da Costa)

Serra

A população inserida nos grupos prioritários pode procurar por umas das 38 unidades de saúde da Serra para a aplicação das doses. Nas seis regionais de saúde o funcionamento é das 7h30 às 16h30. Nas demais unidades será de acordo com o horário da Sala de Vacinação de cada uma delas. Sempre de segunda a sexta-feira.

As Unidades Regionais de Saúde estão em: Feu Rosa, Jacaraípe, Novo Horizonte, Boa Vista, Serra Dourada e Serra-Sede.

As Unidades Básicas de Saúde estão em: André Carlone, Bairro de Fátima, Barcelona, Barro Branco, Boa Vista, Campinho da Serra, Carapebus, Carapina Grande, Chácara Parreiral, Cidade Continental, Eldorado, Jardim Carapina, Jardim Tropical, José de Anchieta, Laranjeiras Velha, Manguinhos, Manoel Plaza, Nova Almeida, Central Carapina, Nova Carapina I, Nova Carapina II, Oceania, Parque Residencial Laranjeiras, Pitanga, Planalto Serrano A, Planalto Serrano B, Porto Canoa, São Diogo, São Marcos, Taquara I, Taquara II, Vila Nova de Colares e Vista da Serra.

Cariacica

Em Cariacica, 17 unidades de saúde oferecerão a imunização para o grupo prioritário. O Dia D de mobilização nacional será em 12 de maio. A vacinação será realizada de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h30. Confira as unidades de saúde: Alto Lage; Bela Aurora; Bela Vista; Cariacica Sede; Itaquari; Jardim América; Jardim Botânico; Nova Brasília (horário: das 7h30 às 12h); Nova Rosa da Penha II; Oriente; Rio Marinho; Santa Bárbara; Santa Fé; São Francisco; Vila Graúna; Itapemirim; Novo Brasil.