• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Do aperto de mão aos beijos: a evolução da relação entre Macron e Trump

  • COMPARTILHE
Geral

Do aperto de mão aos beijos: a evolução da relação entre Macron e Trump

Em seu dois primeiros encontros com Donald Trump, há quase um ano, o presidente francês, Emmanuel Macron, foi preparado para resistir aos intensos apertos de mão do presidente americano, o que transformou os cumprimentos em uma disputa de força entre os dois líderes.

Quando chegou na Casa Branca na tarde de segunda-feira, 23, no entanto, o francês desarmou o anfitrião com dois beijos no rosto, que se repetiram nesta terça, 24.

A evolução simboliza a transformação da relação entre os dois presidentes desde a eleição de Macron, quando ele foi saudado como o anti-Trump. Então com 39 anos, ele parecia ser o oposto do septuagenário americano em quase tudo o que importa.

Em outro sinal de que a relação dos dois evoluiu ao longo do último ano - incluindo a cooperação de EUA e França no ataque a alvos sírios neste mês -, Trump brincou com uma sujeira na roupa de Macron antes de chamar o presidente francês de "perfeito".

"Nós temos uma relação muito especial e, na verdade, me deixem só tirar esse pequeno pedaço de caspa (do casaco) dele", disse o líder americano no salão oval da Casa Branca. "Temos que deixá-lo perfeito - ele é perfeito."

Em outro momento da primeira visita de Estado organizada pelo governo Trump, o republicano disse se sentir "honrado em poder chamá-lo de amigo" e disse acredita que Macron será um líder histórico da França.