• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Helio Dórea comemora 61 anos de colunismo social no Espírito Santo

  • COMPARTILHE
Geral

Helio Dórea comemora 61 anos de colunismo social no Espírito Santo

A marca histórica representa um recorde nacional. Ele é dono do título do colunista com maior tempo de trabalho no Espírito Santo

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação

"Nunca pensei ser jornalista". A frase, enfatizada durante a entrevista, é um contraste na vida do colunista Helio Dórea. Formado em Odontologia, o profissional comemora 61 anos de colunismo social do Espírito Santo. Trabalho que exerce com amor e dedicação.

O que começou como um auxílio à um amigo colunista de um antigo jornal capixaba se tornou a profissão de Dórea. Ao celebrar todos estes anos a frente de uma coluna social, ele se orgulha em lembrar que é dono de um recorde nacional, sendo o colunista com maior tempo de trabalho no Brasil.

Acesse a Coluna Helio Dórea

"Começou sem querer. Nunca pensei ser jornalista. Um amigo passou a ser colunista do jornal O Diário, na Rua 7 de Setembro, mas ele conhecia pouca gente. Eu era bem informado e ele me ligava todo dia pedindo notícias. Certa vez, ele viajou e fui substitui-lo por uns dias. Depois ele avisou que não voltaria mais e era para eu assumir a coluna", conta Dórea.

Mal sabia ele que aquela substituição provisória era apenas o começo de uma longa e brilhante história no colunismo social capixaba. Já efetivado, Dórea sempre soube trabalhar com as possibilidades que acreditava que daria certo. Diante disso, chegou a abrir uma agência de comunicação e publicidade.

"Eu via muitos corretores levando anúncios e ganhando 30% de casa um. Achei interessante, criei minha agência e acabei levando muitos anunciantes para O Diário. Com isso, o sr. Eugenio Queiroz, diretor do jornal A Gazeta, me convidou para ir ao escritório dele e me ofereceu uma proposta para trabalhar lá. Minha meta não era o colunismo, era a Odontologia, mas aceitei o convite", relata.

Foto: Reprodução

No novo trabalho, Dórea foi o responsável pela criação do primeiro suplemento de um jornal no Espírito Santo. Batizado de O Semanário, o caderno era publicado todo domingo e tinha a função de fazer a integração do colunismo social de Vitória com o interior do Estado. Ainda nesta empresa, ele foi diretor comercial e chegou a ser um dos acionistas do jornal.

Passados alguns anos, Helio Dórea estava decidido a se dedicar de forma exclusiva à publicidade. Foi quando recebeu um convite de Fernando Machado e Americo Buaiz Filho, diretor geral da Rede Vitória e presidente do Grupo Buaiz, respectivamente. O convite era para trabalhar com o colunismo social em uma nova aposta da rede: um jornal online, sendo um novo conceito no Espírito Santo.

Dessa forma, em 10 de maio de 2007, a nova Coluna Helio Dórea foi lançada juntamente com o jornal online Folha Vitória. "A grande vantagem que eu tive no online foi que eu conquistei o mundo. Tenho leitores na China, em Miami (EUA) e em vários países. Isso sem falar dos amigos leitores que tenho em outros estados brasileiros. A coluna no Folha Vitória multiplicou o número de leitores que eu tinha", conta.

De acordo com o colunista, trabalhar na Rede Vitória é uma grande satisfação, principalmente pela ligação que já tinha com Fernando Machado e com a família Buaiz. Ele conta que, em uma outra oportunidade, Americo Buaiz já havia o convidado para trabalhar na rede, mas ele não aceitou o convite na época.

Recentemente, a Coluna Helio Dórea passou por uma reformulação no layout, passando a ter um maior espaço para informações sobre personalidades do Espírito Santo. Mudanças que, segundo o colunista, agradou aos leitores. "Melhorou muito e foi aprovado pelos leitores. Tenho recebido inúmeras mensagens elogiando a nova cara da coluna. Os técnicos são muito eficientes e gostei de dialogar com eles para essa mudança", disse.

11 anos de Coluna HD

No próximo dia 10 de maio, a Coluna Helio Dórea comemora 11 anos no jornal online Folha Vitória. Para a ocasião, o colunista prepara uma edição especial visando marcar a data. "Será um pequeno histórico da coluna. Todo ano eu faço e não quero deixar esse aniversário passar", adiantou.

Jornalismo no ES

Apesar de frisar que nunca quis ser jornalista, o amor dedicado por Helio à profissão rendeu grandes frutos para todo o jornalismo no Espírito Santo. Foi ele quem contribuiu para a criação do primeiro curso na área da Universidade Federal do Espírito Santo.

“Não existia faculdade de jornalismo. Quem escrevia na época era autodidata. Um dia fui até ao Alaor Queiroz, reitor da Universidade Federal do Espírito Santo, e fiz o apelo. Pedi que ele criasse o curso de Comunicação Social na Ufes. Pedi e ele criou. No dia da solenidade de assinatura da criação do curso, ele me convidou para participar. Em seu discurso, citou que a ideia da criação do curso tinha sido minha. Discursei e agradeci”, relembra.