• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Maternidade de Carapina é fechada por superlotação na Serra

  • COMPARTILHE
Geral

Maternidade de Carapina é fechada por superlotação na Serra

Muitas grávidas procuraram atendimento no local e foram surpreendidas com a um aviso deixado no portão

A maternidade de Carapina, na Serra, amanheceu fechada, na manhã deste sábado (14). Muitas grávidas procuraram atendimento no local e foram surpreendidas com a um aviso deixado no portão, explicando que novas vagas serão abertas assim que os leitos forem liberados.

A atendente Cássia Pires, por exemplo, está grávida do primeiro filho. Ela começou a passar mal nesta manhã e foi até o local em busca de ajuda, mas encontrou as portas fechadas. "Estou sangrando. Não tenho nem o que falar. É um absurdo!", declara.

A Tatiane de Jesus, 22 anos, está grávida de quatro meses e também tentou ser atendida na maternidade. Ela foi levada pelo padrasto, o motorista Edmilson Manuel. Ao ver a situação da maternidade, ele ficou revoltado. "A raiva que estou sentindo é tanta que é melhor eu ficar calado", alegou.

A Maternidade de Carapina é a única do município. O hospital tem 24 leitos e está com 31 mulheres internadas, seis a mais que a capacidade. Segundo a subsecretária de Gestão e Saúde da Serra, Janini Pereira Jacinto, o fechamento da maternidade é recorrente. "Temos que tomar essa medida sempre que a gente tem nosso limite atingido", disse.

Janini ainda disse que o município começou a ampliar o local no final de 2017 e, em breve, o número de vagas deve dobrar. "Estamos em reforma para ampliar mais 20 leitos. Teremos a capacidade dobrada assim que a obra terminar", afirmou.