• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Analfabetismo diminui, mas 178 mil capixabas ainda não sabem ler e escrever

  • COMPARTILHE
Geral

Analfabetismo diminui, mas 178 mil capixabas ainda não sabem ler e escrever

Apesar de ser um número alto, houve uma redução em relação ao ano anterior da mesma pesquisa

A taxa de analfabetismo entre as pessoas com idade superior a 15 anos registrou uma redução em 2017 com relação ao ano anterior no Espírito Santo. No ano passado, 5,5% da população ainda não era alfabetizada no Estado, o que corresponde a 178 mil capixabas, 18 mil a menos que em 2016.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (18).

A pesquisa também revelou que o analfabetismo aumentou acompanhando o avanço da idade do capixaba. Em 2017, ano base da pesquisa, 18,5% da população do Estado com 60 anos ou mais eram analfabetos.

Outro dado que chama a atenção é que a taxa de analfabetismo para as pessoas pretas ou pardas foi mais alta do que a observada entre as pessoas brancas, sendo 6,3% e 4,4%, respectivamente. Em nível nacional, a diferença é ainda maior: pretos ou pardos são 9,3% e brancos são 4%.

No Brasil, 49,5% da população de 25 anos ou mais de idade estava concentrada nos níveis de instrução até o ensino fundamental completo ou equivalente (49,9% no Espírito Santo, 39,2% na Grande Vitória e 22,2% em Vitória); 26,8% tinham o ensino médio completo ou equivalente(27,2% no Espírito Santo, 32,4% na Grande Vitória e 26,5% em Vitória); e 15,7%, o superior completo (15,6% no Espírito Santo, 20,0% na Grande Vitória e 42,4% em Vitória).

Em 2017, o número médio de anos de estudo das pessoas de 25 anos ou mais de idade no Brasil foi 9,1 anos e no Espírito Santo, 9,2 anos. Na Grande Vitória, esse número médio foi 10,3 anos e em Vitória, 12,4 anos.

No Brasil, 56,4 milhões de pessoas frequentavam escola ou creche (1,0 milhão, no Espírito Santo; 541 mil, na Grande Vitória e 111 mil, em Vitória). No Brasil, do total de estudantes, 73,8% frequentava escola pública (76,0%, no Espírito Santo; 69,7%, na Grande Vitória e 53,9%, em Vitória), enquanto 26,2%, escola privada (24,0%, no Espírito Santo; 30,3%, na Grande Vitória e 46,1%, em Vitória).

No Espírito Santo, em 2017, das 885 mil de pessoas de 15 a 29 anos de idade, 12,7% estavam ocupadas e estudando; 23,1% não estavam ocupadas nem estudando; 27,3% não estavam ocupadas, porém estudavam; e 36,9% estavam ocupadas e não estudando.