• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após bombardeios, EUA criticam militarização da China em águas disputadas

  • COMPARTILHE
Geral

Após bombardeios, EUA criticam militarização da China em águas disputadas

O Pentágono criticou o que chamou de "continua militarização" da China dos postos avançados da ilha no disputado Mar da China Meridional, onde a força aérea chinesa lançou bombardeiros de longo alcance pela primeira vez neste sábado, colocando todo o sudeste da Ásia dentro do seu alcance.

O jornal China Daily informou hoje que o Exército Popular de Libertação da Força Aérea realizou treinamento de decolagem e pouso com o bombardeiro H-6K no Mar da China Meridional.

A China enfrenta vizinhos menores em várias disputas por ilhas, recifes de coral e lagoas em águas cruciais para o comércio global e rico em peixes e potenciais reservas de petróleo e gás.

Uma declaração do Ministério da Defesa na sexta-feira disse que o exercício foi realizado em um recife, mas não especificou quando ou onde, dizendo apenas que ocorreu recentemente em uma "área do mar do sul".

Wang Mingliang, um especialista militar, foi citado no comunicado dizendo que os exercícios ajudarão a força aérea a melhorar sua capacidade de combate real contra todos os tipos de ameaças à segurança marinha. ''

Os EUA, que não têm reivindicações territoriais, mas insistem na liberdade de navegação e uma resolução pacífica das controvérsias sem coação ou ameaça de força, criticou o movimento.

"Os Estados Unidos continuam comprometidos com um Indo-Pacífico livre e aberto", disse o porta-voz do Pentágono, o tenente-coronel Christopher Logan. "Nós temos visto esses mesmos relatórios e militarização contínua da China e disputas no Mar da China Meridional só servem para aumentar as tensões e desestabilizar a região", disse. Fonte: Associated Press