• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Começou a vacinação contra febre aftosa em todo o Estado

  • COMPARTILHE
Geral

Começou a vacinação contra febre aftosa em todo o Estado

Produtores rurais de Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves têm até 08 de junho para comprovar a vacinação do animal com até dois anos de idade.

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
A vacinação é obrigatória e, nesta primeira etapa, é para os animais com até dois anos de idade.

Todos os bovinos e bubalinos (búfalos) do Estado devem ser vacinados contra a febre aftosa. Esta é a primeira etapa da campanha e abrange os animais com até dois anos de idade (24 meses). A vacinação é obrigatória e os proprietários dos rebanhos devem comprovar a vacinação pela Internet ou diretamente nos escritórios do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf).

A comprovação on-line pode ser feita até o dia 31 deste mês, já presencialmente a data limite é 08 de junho. Para isso é preciso apresentar documentos pessoais, declaração de vacinação e cupom fiscal de compra da vacina.

De acordo com o Idaf, a expectativa é que sejam vacinados cerca de 700 mil animais em aproximadamente 32 mil propriedades no Espírito Santo. O produtor que não cumprir com a vacinação e/ou não comprovar pagar multa por cada animal, além de ficar impedido de transitar com o rebanho.

Em Alfredo Chaves, o Idaf funciona na Fazenda do Incaper, s/nº / (27) 3269-1319.

Já em Anchieta, o instituto funciona no prédio da Secretaria Municipal de Agricultura, na Praça São Pedro / (28) 3536-3131.

Aqui em Guarapari, está na Rua Santana do Iapó, 31 sala 104, em Muquiçaba / (27) 3361-3858.

Em caso de dúvidas, o pecuarista pode procurar o escritório mais próximo.

Estado livre da doença

O Espírito Santo registrou o último caso da doença em 1996 e, desde 2001, é reconhecido internacionalmente com o status de “livre com vacinação”, o que garante ao Estado a comercialização da carne bovina para mercados exigentes como a União Europeia e o Chile, por exemplo.