• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Corpos de irmãos mortos em Linhares são identificados e liberados pelo DML

Morte irmãos carbonizados

  • COMPARTILHE
Geral

Corpos de irmãos mortos em Linhares são identificados e liberados pelo DML

O laudo ficou pronto nesta segunda-feira (7) e os corpos já estão à disposição da família

O laudo dos exames de DNA nos corpos dos irmãos Joaquim Alves Sales, 3 anos, e Kauã Sales Burkovsky, 6 anos, foi concluído nesta segunda-feira (07). De acordo com a Polícia Civil, Os corpos foram identificados e já estão à disposição da família.

A Polícia Civil informou ainda que o caso segue sob segredo de Justiça, com acompanhamento do Ministério Público do Espírito Santo (MPES). Informações adicionais, além das já divulgadas, serão passadas pelo delegado responsável pelo caso, somente após a conclusão do inquérito policial.

Os irmãos morreram na madrugada do dia 21 de abril, durante um incêndio na casa onde moravam, na Avenida Augusto Calmon, no Centro de Linhares, região Norte do Espírito Santo.

O pastor George Alves, pai e padrasto das crianças, em entrevista um dia após a tragédia, informou que estava em casa quando tudo aconteceu e tentou salvar os meninos, mas não conseguiu.

George disse que ficou com os pés e as mãos queimadas. Ele ainda contou que estava dormindo no momento que o fogo começou e quando acordou viu tudo pela babá eletrônica. Além dele, outras testemunhas e a mãe dos meninos prestaram depoimento.

Na casa onde o incêndio aconteceu foram feitas três perícias até o momento. O mandado de prisão temporária, que tem prazo de 30 dias, foi cumprido na manhã de sábado pela Polícia Civil. Ele estava em um hotel do município quando foi detido. O motivo seria para 'preservar bom andamento das investigações'.

Na tarde desta quarta-feira (02) a Polícia Civil realizou a quinta perícia na casa onde Joaquim e Kauã morreram carbonizados. Durante o trabalho, foi coletado material genético dentro do quarto onde as vítimas estavam no momento do incêndio.

O carro do pastor George Alves também foi apreendido pela polícia. No veículo serão procurados vestígios do que pode ter acontecido antes do incêndio que matou os dois irmãos.