• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Criança de 2 anos encontrada abandonada em Vila Velha deixa o hospital e vai para abrigo

  • COMPARTILHE
Geral

Criança de 2 anos encontrada abandonada em Vila Velha deixa o hospital e vai para abrigo

Já o irmão mais velho, de 4 anos, segue internado no Hospital Infantil do município. Durante a tarde, ele foi submetido a exames

Criança de 2 anos chegou a ser levada para o Himaba e foi liberada após passar por exames

A criança de 2 anos que foi encontrada abandonada, junto com o irmão mais velho, em uma casa no bairro Ibes, em Vila Velha, deixou o hospital nesta terça-feira (22). Após passar por exames, o menino foi liberado e encaminhada para um abrigo pelo conselho tutelar.

Já o irmão dele, de 4 anos, segue internado no Hospital Infantil de Vila Velha. Durante a tarde, ele deixou o hospital para realizar exames, mas depois retornou. De acordo com informações do Himaba, o garoto precisou realizar uma tomografia e também foi encaminhado para exame de corpo de delito. O hospital não informou detalhes sobre seu estado de saúde.

A criança deu entrada no hospital depois de ser resgatada pela Polícia Militar e pelo conselho tutelar com hematomas por todo o corpo. Segundo a polícia, o menino foi agredido pelo pai porque comeu um cachorro quente que estava na geladeira. Ele e o irmão mais novo teriam sido encontrados sozinhos em casa, em situação de abandono.

"Uma [das crianças], por exemplo, começou a vomitar na hora em que já estava em posse da conselheira. A outra menor estava toda suja de urina e fezes. Isso se configura uma situalção de abandono, de negligência, de maus tratos e isso tudo engloba para o conselho tutuelar tomar a decisão que tomou, que foi o abrigamento institucional", ressaltou o conselheiro tutelar Nicolas Trancho.

A Polícia Militar chegou até o endereço a partir de denúncias anônimas. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). A Polícia Civil não passou nenhuma informação adicional. Segundo o conselho tutelar, os pais das crianças vão responder judicialmente.