• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Depoimento de Mark Zuckerberg no Parlamento Europeu será transmitido ao vivo

  • COMPARTILHE
Geral

Depoimento de Mark Zuckerberg no Parlamento Europeu será transmitido ao vivo

De acordo com o site Politico, a decisão de transmitir o encontro via streaming foi uma reação a críticas do público

O fundador e presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, vai depor no Parlamento Europeu nesta terça-feira, 22, e todo mundo poderá acompanhar o encontro por uma transmissão ao vivo. Em um primeiro momento, a reunião seria a portas fechadas, mas o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, anunciou no seu perfil do Twitter nesta segunda-feira, 21, que Zuckerberg aceitou a proposta de abrir o encontro ao público.

De acordo com o site Politico, a decisão de transmitir o encontro via streaming foi uma reação a críticas do público, de deputados e de membros do Parlamento Europeu. Com a reunião, os parlamentares querem entender como foram coletados e usados os dados de usuários europeus da rede social, cujas informações foram armazenadas pela Cambridge Analytica e, supostamente, por outras empresas.

Depois de responder perguntas de deputados na Câmara dos Estados Unidos em um depoimento de quase cinco horas, Zuckerberg irá a Bruxelas prestar declarações sobre o uso indevido de dados de 87 milhões de usuários do Facebook pela Cambridge Analytica, empresa que atuou na campanha do Donald Trump para a presidência dos EUA.

Crise

A Cambridge Analytica anunciou que pediu insolvência no Reino Unido no início do mês e declarou falência de suas filiais americanas na semana passada após sofrer perdas de clientes após o escândalo de uso de dados dos usuários do Facebook. A empresa disse que as quedas foram motivadas pela cobertura intensa da imprensa mundial sobre o assunto.

Já o Facebook ainda não apresentou grandes perdas depois da exposição do caso. Pesquisas indicam que os usuários se mantiveram fiéis a plataforma mesmo após o escândalo. A rede social, no entanto, anunciou recentemente uma reformulação no alto escalão dos principais aplicativos do grupo Facebook como uma forma de "consertar" a empresa.