• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dia D de mobilização contra a gripe

  • COMPARTILHE
Geral

Dia D de mobilização contra a gripe

Neste sábado (12), assim como em todo país, unidades de saúde de Guarapari, Alfredo Chaves e Anchieta estarão mobilizadas para a vacinação contra a doença.

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
No Espírito Santo, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 964 mil pessoas.

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) começou no último dia 23 e termina no dia 1º de junho. E, para que as metas de estados e municípios sejam atingidas, nesse sábado (12) acontece o dia D de mobilização nacional.

Em Guarapari, segundo a Prefeitura, serão 19 locais de vacinação, das 8h às 15h: Centro Municipal de Saúde, em Muquiçaba, Unidades de Saúde (US) “Mário Sérgio Pereira”, “Terezinha Santos”, “Maria Madalena Astori Gobbi”, “Dr Roberto Calmon”, “Jader Avelar”, “Pedro Machado”, “Luiz Bubak”, “Normilia Cunha”, US de Santa Mônica e US de Setiba, US de Camurugi, US de Amarelos, US de Meaípe, US de Samambaia, US de Rio Claro, além do Recanto da Sereia, Village do Sol e Igreja Católica de Santa Rosa. A estimativa do município é de imunizar 28.774 pessoas, até 1º de junho, dentro do grupo prioritário. Aproximadamente sete mil pessoas já foram vacinadas desde o dia 23 de abril.

Já em Alfredo Chaves, a Prefeitura informou que o dia D de vacinação contra a gripe ocorrerá na Sala de Imunização Municipal, localizada na Unidade de Saúde do Parque Residencial Alfredo Chaves, das 8h às 16h. Durante toda campanha, o município visa imunizar 3.800 pessoas, dentro do público-alvo.

De acordo com a Prefeitura de Anchieta, sete unidades de saúdo do município estarão funcionando das 8h às 15h. São elas: ESF I em Alvorada, ESF II no Portal de Anchieta, ESF III em Nova Esperança, e nas ESF’s de Iriri, Recanto do Sol, Baixo Pongal e MaemBá. Nos demais dias, até o fim da campanha foi montado um cronograma com dias e horários específicos em treze unidades da sede e do interior.

Depois, a campanha segue até 1º de junho.

Seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a vacina é destinada aos idosos partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), detentos, adolescentes e jovens em medidas socioeducativas e os funcionários do sistema prisional.

Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar, mediante a apresentação de prescrição médica. Aqueles cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.