• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

ES tem redução de mais de 60% de pontos de exploração sexual de menores em rodovias federais

  • COMPARTILHE
Geral

ES tem redução de mais de 60% de pontos de exploração sexual de menores em rodovias federais

Segundo levantamento da PRF, Estado tem 18 pontos considerados vulneráveis para a prática. No país, houve aumento de 21% desses pontos

Rodrigo Araújo

Redação Folha Vitória
Segundo levantamento da PRF, Espírito Santo atualmente tem 18 pontos vulneráveis para a exploração sexual de crianças e adolescentes

O Espírito Santo possui 18 pontos considerados vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes. O número, no entanto, é 61% menor do que o registrado entre os anos de 2013 e 2014, quando o Estado possuía 46 possíveis pontos de exploração sexual.

Com isso, o Espírito Santo é um dos três estados onde houve as maiores reduções na quantidade de pontos vulneráveis. O Piauí registrou o mesmo índice e a Bahia conseguiu uma redução de 62%.

As informações são da sétima edição do projeto Mapear 2017/2018, desenvolvido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em parceria com a organização Childhood Brasil. O estudo é um mapeamento nacional dos pontos vulneráveis à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ESCA) nas rodovias federais feito pelo efetivo da PRF entre os anos de 2017 e 2018.

De maneira geral, em todo o país, houve um aumento de 21% no número de pontos onde possivelmente há exploração sexual de menores. Segundo o levantamento, o país possui atualmente 2.487 pontos vulneráveis à exploração de crianças e adolescentes.

Pontos críticos

Do total de locais mapeados, 489 foram considerados pontos críticos; 653 com alto risco; 776 com médio risco; e 569 foram avaliados como de baixo risco para exploração sexual de crianças e adolescentes. A maior parte dos pontos (59,55%) está concentrada nas zonas urbanas, portanto de fácil acesso, embora a incidência (40,45%) também seja alta em áreas rurais. Na maioria das vezes, esses pontos estão vinculados a postos de combustível, bares, casas de shows, pontos de alimentação e também de hospedagem.

A PRF e a ONG Childhood Brasil apresentaram nesta semana o resultado do estudo

A edição atual do mapeamento confirma uma dinâmica já registrada em estudos anteriores: a redução de pontos críticos, que são aqueles que possuem a maior possibilidade de ocorrência de exploração. Do biênio 2013/2014 para 2017/2018, houve uma redução de 77 pontos - aproximadamente 14%. Já no comparativo com 2009/2010, a redução é ainda maior, com uma diferença de 435 pontos ou 47%.

A edição mais recente do estudo também traz outro dado emblemático. Conforme o levantamento foi sendo realizado ano a ano, em alguns estados foi detectada a "migração de pontos" para locais que não estão à beira de rodovias federais. "Notamos que, com a maior identificação e atuação nos pontos vulneráveis, aliando a repressão com campanhas preventivas e educativas incentivando o uso do Disque 100, houve a 'interiorização' dos ambientes suscetiveis à exploração, que agora estão se instalando em rodovias estaduais e isso traz uma urgência para a transferência da metodologia do Mapear às polícias rodoviárias dos estados mais críticos”, ressaltou a gerente de programas e relações Empresariais da Childhood Brasil, Eva Dengler.

Regiões

A região Nordeste é a que concentra maior número de pontos vulneráveis: 644. Também é onde está a maior concentração de pontos críticos: 156. Depois, estão Sul (575 pontos), Sudeste (468), Norte (404) e Centro Oeste (396). No caso da região Norte, houve um incremento expressivo no número de pontos vulneráveis, que passou de 160 para 404.

Entre os estados, os com maior número de pontos são Paraná (299), Pará (232), Goiás (185), Minas Gerais (184) e Ceará (180). Paraná e Pará ampliaram o número em 40% e 64%, respectivamente. Goiás manteve-se praticamente estável, com pequeno aumento de 5%. Minas teve redução de 41% e Ceará aumentou 92% o número de pontos registrados – o maior aumento entre todas as unidades da federação.

Redução no Espírito Santo

De acordo com a PRF, a redução de pontos vulneráveis registrada no Espírito Santo deve-se a um extenso trabalho dos órgãos envolvidos. A PRF ressalta ainda que a conscientização, seguida das atitudes positivas, são fatores essenciais para mudar os índices de violência contra crianças e adolescentes no país.

PRF realizou abordagens em Viana, Cariacica e Serra na manhã desta sexta-feira

Nesta sexta-feira (18), Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Polícia Rodoviária Federal realizou uma operação conjunta com o Tribunal Regional do Trabalho, Detran, Prefeitura de Cariacica, Prefeitura de Viana e Prefeitura de Serra, nos postos de Serra e Viana, e também na região do Ceasa, em Cariacica.

Durante quatro horas de ação, na parte da manhã, os veículos foram abordados e a eles foram entregues panfletos educativos sobre o tema e adesivos, acompanhados de breves explanações de conscientização.

A PRF pede que quem identificar situações suspeitas de exploração sexual contra menores pode denunciar o caso aos conselhos tutelares, delegacias especializadas, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal ou por meio do Disque Direitos Humanos, pelo número 100.