• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Escolas recebem orientações sobre abuso sexual de crianças em Guaçuí

  • COMPARTILHE
Geral

Escolas recebem orientações sobre abuso sexual de crianças em Guaçuí

Educadores da educação infantil de Guaçuí receberam informações das equipes do Creas e do Conselho Tutelar

Educadores das escolas de Guaçuí, principalmente os que trabalham com educação infantil, participaram de palestras durante toda a semana, em que receberam informações e orientações de como lidar com situações de violência e abuso sexual de crianças e adolescentes. As orientações foram dadas pelas equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e do Conselho Tutelar do município, que também ouviram sugestões e relatos de quem convive no dia a dia com as crianças.

As palestras fazem parte da campanha contra a violência e o abuso sexual de crianças e adolescentes que está em andamento no município e terá seu ápice no próximo dia 18, quando será realizado o “Faça bonito”, em prol da proteção das crianças e adolescentes de Guaçui, com passeata e estande na Praça João Acacinho (veja programação abaixo). O evento está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, por meio do Creas e Conselho Tutelar.

Conforme explica a coordenadora do Creas de Guaçuí, Roberta de Paula Marques, as palestras – que terminaram nesta quinta-feira – foram muito positivas, porque houve uma troca de informações importante numa “roda de conversa” e a apresentação de vídeos. “Falamos das intenções e objetivos no combate ao abuso sexual e qual o melhor jeito de agir nas situações que se apresentam nas escolas, e também da importância de prestar atenção em mudanças de comportamento das crianças, por exemplo”, afirma.

Uma das sugestões apresentadas pelas equipes do Creas e do Conselho Tutelar seria a colocação de uma caixa que leva o nome “Não engula o choro”, para receber possíveis denúncias de casos de violência e abuso sexual, tanto das próprias crianças vítimas ou colegas de vítimas, no caso daquelas que já possam se expressar escrevendo, assim como de professores e outras pessoas. As denúncias também podem, de forma anônima, ser feitas pelos telefones 100 e 181, assim como para o plantão do Conselho Tutelar de Guaçuí (28) 99999-7208.

Sobre isso, a presidente do Conselho Tutelar de Guaçuí, Maria Emília Costa, enfatiza que é importante que as pessoas denunciem. “Para falar a verdade, hoje em dia é raro que as denúncias cheguem por parte das escolas, por isso estamos fazendo as palestras, porque geralmente chegam pelos telefones e também pelo Pronto Socorro e Polícia Militar”, conta Maria Emília que revela um número preocupante. “Só nos últimos quatro meses, registramos 11 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes entre 7 e 13 anos de idade, e vai chegar a 12, porque ainda vamos atender a uma de abuso de uma menina de seis anos, praticado por um homem, com a permissão da mãe da criança”, complementa.

Participando da reunião realizada nesta quinta, a professora do Pré 2, do Cemei Zélia Viana de Aguiar – Jardim de Infância, Adriana Kieza Scarandino, coloca que o trabalho que está sendo realizado é muito importante, porque, infelizmente, os casos existem. “Nos meus 10 anos como educadora, tenho visto muitos casos de crianças vítimas de abuso sexual e isso depende de prestarmos atenção, porque as crianças mudam o comportamento e sempre reproduzem com os coleguinhas o que veem acontecendo em suas casas e no meio em que vivem”, conta. “E quando isso acontece, é muito triste e temos que chamar a família e o Conselho Tutelar”, completa.

Programação do Faça Bonito

18 de maio

8h – Passeata pelo Dia de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes (saída da Praça João Acacinho).

8 às 17h – Tenda na Praça João Acacinho, com material explicativo e orientações sobre o combate ao abuso sexual.