• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Força-tarefa: 12 pontos de bloqueio e 115 caminhões são liberados no ES

Paralisação dos caminhoneiros

  • COMPARTILHE
Geral

Força-tarefa: 12 pontos de bloqueio e 115 caminhões são liberados no ES

O secretário destacou que a operação continua e até o momento não foi necessário o uso progressivo da força

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

Doze pontos ativos de manifestação e 115 caminhões que estavam presos em bloqueios, já foram liberados no Espírito Santo. O balanço oficial de atuação da força-tarefa criada pelo Governo do Estado para minimizar impactos da greve dos caminhoneiros, foi divulgado na manhã deste sábado (26), durante coletiva realizada no Palácio Anchieta, em Vitória.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Nylton Rodrigues, 750 policiais militares, civis e bombeiros militares, além da Defesa Civil e Secretaria de Agricultura do Estado, estão atuando em todo o Espírito Santo.

"Nós estamos atuando em todo o Estado, simultaneamente em 12 pontos. Ontem nós tínhamos 39 pontos ativos de manifestação, hoje temos 27 pontos. Desta atuação, já conseguimos a liberação de 70 caminhões que transportam insumos, gás hospitalar, gás de cozinha, alimentos e cargas vivas", explicou Nylton.

O secretário destacou ainda que a operação continua e até o momento não foi necessário o uso progressivo da força. Ele explica que a prioridade é conseguir a liberação dos produtos essenciais para depois evoluir para a questão dos postos de gasolina.

"Ela está acontecendo nesse momento e temos a expectativa de liberação de mais caminhões. Em nenhum momento foi necessário o uso progressivo da força, nós estamos conversando, dialogando e conscientizando esses caminhoneiros da necessidade de esses produtos chegarem ao seu destino. A nossa prioridade é nos produtos essenciais para que após termos resolvido o deslocamento dessas cargas, a gente possa evoluir para a questão dos postos de gasolina", concluiu.