• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Greve dos caminhoneiros completa cinco dias e causa reflexos no ES. Veja os serviços afetados!

Paralisação dos caminhoneiros

  • COMPARTILHE
Geral

Greve dos caminhoneiros completa cinco dias e causa reflexos no ES. Veja os serviços afetados!

Com os trabalhadores de braços cruzados desde a última segunda-feira (21), os transtornos já são observados em serviços essenciais

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

A paralisação dos caminhoneiros chegou ao quinto dia e causa reflexos em mais de 20 estados. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Espírito Santo os protestos contra o preço elevado dos combustíveis se concentram em mais de 12 pontos, distribuídos nos municípios de Colatina, Baixo Guandu, Vila Velha, Itapemirim, Iconha, Viana, Cariacica, Ibiraçu, João Neiva e Linhares.

Com os trabalhadores de braços cruzados desde a última segunda-feira (21), os transtornos já são observados em serviços essenciais, como transporte público, alimentação e segurança. Nos aeroportos, a situação também é complicada. Na última quinta (24), a Infraero informou que o Aeroporto de Vitória possuía reserva de combustível para as aeronaves por apenas 18 horas. 

O cenário também acendeu um alerta quanto à circulação de viaturas, já que a gasolina está escassa em diversos postos do Estado. No entanto, Polícia Militar informou, por meio de nota, que tem planejamento para manutenção do policiamento e está tomando as medidas necessárias para garantir combustível para serviços de emergência.

Na manhã desta sexta-feira (25), a equipe do jornal online Folha Vitória apurou a situação com os principais órgãos e fez um balanço dos serviços que foram afetados no Espírito Santo. Confira!

TRANSPORTE PÚBLICO
Apesar da declaração do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Espírito Santo (Sindirodoviários) de que apenas 40% da frota estaria nas ruas nesta sexta-feira (25), o dia começou com o serviço operando normalmente. Por meio de nota, a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros (Ceturb/ES) garantiu que 100% das frota está nas ruas nesta manhã. De acordo com a prefeitura de Vitória, os ônibus do município também circulam normalmente.

Já em Guarapari, a frota foi reduzida e 80% dos ônibus circulam normalmente. Ao todo, cinco linhas restam fora de operação: 003 - Centro x Adalberto Simão Nader x Lagoa Funda, 014 – Kubitschek x Várzea Nova, 020 – Jabuticaba x Praça Vitória, 023 – Sol Nascente x Olaria, 050 – Praça Vitória x Boa Esperança, 055 – Praça Vitória x Rio Grande.

EDUCAÇÃO
Segundo a Secretaria de Estado de Educação (Sedu), a situação está normal em todas as escolas. Quanto à situação das merendas, os municípios, Vila Velha, Serra e Cariacica garantiram que não há risco dos alunos ficarem sem a alimentação, pois os estoques das unidades de ensino estão abastecidos para suprir a necessidade de todos.

SEGURANÇA PÚBLICA
Segundo a Polícia Militar, há um planejamento para manutenção do policiamento. O órgão afirmou ainda que está tomando as medidas necessárias para garantir combustível para serviços de emergência.

De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Ramalho, as viaturas atenderam todas as ocorrências respeitando uma estratégia de abastecimento contínuo durante o dia em postos credenciados.

"Nós nos antecipamos. Todas as viaturas começaram a operação com tanque cheio e a cada meio tanque reabastecemos. Isso nos permitiu trabalhar normalmente", diz o coronel.

COLETA DE LIXO
De acordo com a prefeitura de Cariacica, a coleta de lixo no município está mantida. De acordo com a empresa contratada, podem ocorrer atrasos em algumas rotas, devido aos transtornos causados pelas manifestações de caminhoneiros e que influenciam a distribuição de combustíveis no País. Nos municípios de Vila Velha, Vitória e Serra a situação também está normal.


ALIMENTAÇÃO

Os supermercados em Vila Velha relatam que o fluxo de clientes aumentou consideravelmente nos últimos dias. O reabastecimento, entretanto, está prejudicada na parte do Hortifruti. Alguns locais estão sem hortaliças.

A mesma situação é enfrentada nos municípios de Vitória e Cariacica.

AERO´PORTO 
Um voo com saída de Vitória e destino a Confins - Minas Gerais, da empresa Azul, foi cancelado na manhã desta sexta-feira (25). A Infraero informou, por meio de nota, que segue monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo.

Ao mesmo tempo, a Infraero está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa.

´POSTOS 
A assessoria do Sindipostos informou que, com a negociação feita com o Governo, o abastecimento vai ser normalizado aos poucos. Informou ainda que o reabastecimento vai ser gradual, de acordo com a estrutura de transporte das distribuidoras. 

TÁXI
Diretores do Sindicato dos Taxistas informaram que a categoria está apoiando o movimento dos caminhoneiros e que eles não estão sendo muito afetados porque 95% da frota é Kit Gás. A única coisa que afeta, segundo eles, é a questão de ter subido o preço também do GNV. Porém, a tarifa que eles cobram não pode subir.

EMPRESAS DE APLICATIVOS
Os aplicativos de transporte afirmaram que os serviços continuam disponíveis e não foi observada alteração nas corridas. Quando aos motoristas que se uniram à manifestação, as empresas ressaltam que é um direito e uma atitude pessoal de cada um deles. 

ACORDO
Após negociação do Governo e representantes de caminhoneiros na última quinta-feira (24), as partes chegaram a um acordo e a paralisação será suspensa por 15 dias. Para que os trabalhadores voltassem para a estrada, a Petrobras deve manter a redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 30 dias enquanto o governo costura formas de reduzir os preços. A empresa mantém o compromisso de custear esse desconto, estimado em R$ 350 milhões, nos primeiros 15 dias. Os próximos 15 dias serão patrocinados pela União.

O governo também prometeu uma previsibilidade mensal nos preços do diesel até o final do ano sem mexer na política de preços da Petrobras e irá subsidiar a diferença do preço em relação aos valores estipulados pela estatal a cada mês. “Nos momentos em que o preço do diesel na refinaria cair e ficar abaixo do fixado, a Petrobras passa a ter um crédito que vai reduzindo o custo do Tesouro”, disse o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia.