• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova sede da Farmácia Cidadã é inaugurada em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Geral

Nova sede da Farmácia Cidadã é inaugurada em Vila Velha

Hartung destacou que a mudança do local vai ampliar o número de atendimento.

O Governo do Estado inaugurou, nesta terça-feira (22), a nova sede da Farmácia Cidadã Estadual em Vila Velha. A partir de agora, os usuários contarão com um espaço mais amplo que fica na avenida Luciano das Neves, nº 1942, em Divino Espírito Santo. O governador Paulo Hartung e o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, estiveram presentes e visitaram o local.

Hartung destacou que a mudança do local vai ampliar o número de atendimento e ofertar mais conforto aos usuários do serviço e funcionários. “A nova Farmácia Estadual Cidadã de Vila Velha está bem estruturada e confortável para atender o nosso público. O Espírito Santo, que já tem um desempenho superior à 96% da demanda, agora está mantendo o padrão e avançando com o conforto que o nosso povo merece”, disse o governador.

Segundo o secretário, esta mudança é para oferecer mais conforto para os usuários e também para os profissionais que atuam na unidade, melhorando a qualidade e humanizando o atendimento. A nova Farmácia ficará em um espaço de 920 metros quadrados e irá contar com 180 cadeiras. Até então, o atendimento era realizado em um espaço de 440 metros quadrados e com 60 cadeiras.

“A Farmácia está muito maior e mais confortável para quem precisa pegar os remédios. E essa é uma preocupação nossa o tempo todo, de melhorar o atendimento para o usuário da farmácia. É muita qualidade se comparada a situação anterior. Nós tínhamos 60 cadeiras lá (na antiga Farmácia), e temos aqui 180. Também dispomos de um sistema de ar-condicionado com capacidade para dar conforto para quem vem aqui. Estamos oferecendo conforto e garantindo o remédio, que é importante”, disse Oliveira.

Além da mudança de endereço, outra novidade anunciada pelo secretário é que a partir do dia 1º de junho começa o agendamento com hora marcada. Com isso, ele explicou que o tempo de espera do cidadão, que com a mudança já caiu de duas horas para 30 minutos, será ainda mais reduzido.

“Uma coisa importante que vai acontecer aqui a partir do mês que vem é a marcação de horário, porque todas as pessoas chegam aqui pela manhã, na mesma hora. Então, a partir do mês que vem vamos marcar hora, e as pessoas não vão precisar chegar todas ao mesmo tempo. Isso vai dar mais conforto para quem utiliza e tem necessidade de vir na farmácia buscar o remédio. Na farmácia anterior a gente tinha um tempo médio de duas horas de espera. Nesta farmácia aqui nós estamos com 30 minutos de espera. E agora, depois que modificar a partir do mês que vem que tiver a marcação, esse tempo vai cair mais ainda”, destacou.

A usuária da Farmácia Cidadã Estadual em Vila Velha, Erlândia Batista, vai todos os meses buscar medicamento para o marido, que faz tratamento nos rins. Segundo ela, o medicamento é caro, por isso é um benefício muito grande poder retirá-lo de forma gratuita no local. Ela destacou que a mudança foi muito boa e que o atendimento a ela prestado na manhã desta terça-feira foi muito eficiente. “Fui atendida mais rápido. Sempre venho buscar remédio para meu esposo. Ele faz tratamento de rins e o remédio não é barato, e não temos condições de comprar. É uma ajuda muito grande. O atendimento aqui está bem melhor. A outra (farmácia) era muito tumultuada, a gente demorava muito. Essa aqui está muito melhor. Mais comodidade, espaço. Gostei muito”, disse.

Atendimentos

No último ano, o número de pacientes atendidos nas Farmácias Cidadãs Estaduais aumentou 9,78%, em comparação a 2016, passando de 461 mil pacientes atendidos para 506.582 mil. E desde a implantação, em 2007, o número de pacientes atendidos aumentou 106,5%, já que em 2007 o total foi de 245 mil pessoas. A Farmácia também atende os pacientes da rede particular.

A expectativa é de que haja novamente um aumento na demanda, em torno de 10%, para 2018. Além do aumento do número de pacientes atendidos nas unidades das Farmácias Cidadãs Estaduais, também houve um aumento do número de processos ativos nas unidades, passando de aproximadamente 72 mil em 2016 para 101.249 em 2017, um crescimento de aproximadamente 40%.

Em Vila Velha, são realizados uma média de 450 atendimentos por dia e são atendidos usuários de Vila Velha, Piúma, Anchieta e Guarapari.

Para garantir a continuidade do tratamento dos pacientes com a cobertura de medicamentos, o Governo do Estado investiu um total de R$ 104.561.090,25 milhões em 2017. Nesse valor está inserida a compra de medicamentos padronizados e não padronizados.

O Governo do Estado mantém uma média de índice de 96% de cobertura de medicamentos, sendo este indicador um dos melhores do Brasil.

Acesso

No Espírito Santo, quem precisa fazer tratamento com medicamentos de alto custo pode ter acesso aos remédios por meio das unidades da Farmácia Cidadã Estadual.

Atualmente, o serviço oferece 266 tipos de medicamentos de alto custo no elenco padronizado usados no tratamento de doenças crônicas de tratamento prolongado, como Mal de Alzheimer, doença de Parkinson, esquizofrenia, artrite reumatoide, hipertensão pulmonar, hepatites B e C, entre outras, fórmulas nutricionais e insumos para tratamento de doenças graves. Desse total, 89 são repassados pelo Ministério da Saúde e 177 o Governo do Estado fornece com recursos próprios.

A entrega dos medicamentos é feita exclusivamente por farmacêuticos e os pacientes saem das farmácias com as informações que precisam para usar as medicações corretamente. No retorno, são questionados sobre possíveis efeitos colaterais e sobre o quadro geral de saúde. É uma mão de obra qualificada, que está em contato direto com o cidadão para orientá-lo. Esses profissionais passam por capacitações mensais e seguem protocolos rígidos.

Como ter acesso

Caso necessite de algum medicamento de alto custo, o cidadão deve recorrer à Farmácia Cidadã Estadual localizada em seu município ou aquela que for referência para o seu local de residência. O paciente deve apresentar exames e documentos fornecidos pelo médico, e a farmácia abrirá um processo para avaliar a solicitação.

Quando a avaliação é concluída, a Farmácia Cidadã envia uma mensagem (torpedo) para o telefone celular do paciente ou do responsável informando se a solicitação foi aprovada ou não, e dizendo da necessidade de entrar em contato com a farmácia para agendar o atendimento nos casos aprovados.

Onde tem

As unidades da Farmácia Cidadã Estadual estão localizadas em Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus, Colatina, Nova Venécia, Linhares e Venda Nova do Imigrante.