• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

O assessor de imprensa do século XXI

folha vitória 11 anos

  • COMPARTILHE
Geral

O assessor de imprensa do século XXI

O projeto Conexão Folha Vitória visa parcerias com instituições de ensino e disponibiliza espaços para troca de experiências entre acadêmicos e profissionais da área jornalística. Nessa 1ª série de reportagens os alunos de comunicação da Faesa abordam temas que impactam o jornalismo atual.

Reportagem: Maylla Nascimento - aluna 5º período

A Assessoria de Imprensa é a atividade jornalística que se dedica a estabelecer uma boa relação entre fontes/assessorados e jornalistas/redações jornalísticas. Criada em 1906 nos Estados Unidos, a Assessoria de Imprensa era chamada, antigamente, de Relações Públicas. Assim como a mudança de nome, o trabalho dos assessores foi sofrendo alterações à medida em que a sociedade e as tecnologias foram avançando.

O trabalho da Assessoria de Imprensa pode ser divido em duas áreas: assessoria interna, onde o foco é na parte interna da empresa assessorada, como, por exemplo, os funcionários; e assessoria externa, onde o objetivo dos assessores é preparar os assessorados na relação com a imprensa.

Apesar de realizar um trabalho essencial, durante muito tempo, os assessores de imprensa foram considerados jornalistas malsucedidos pelos profissionais das redações. Para muitos repórteres, o assessor de imprensa dificulta o contato com as fontes, entretanto, o papel da Assessoria de Imprensa é auxiliar para que esse contato seja realizado com sucesso.

Um exemplo de trabalho realizado pelas Assessorias de Imprensa com o intuito de facilitar e profissionalizar a relação entre as fontes e a imprensa é o media training, uma ação externa da assessoria que tem como objetivo preparar, acompanhar e avaliar o assessorado durante o contato com os veículos de comunicação. 

A coordenadora do curso de Odontologia do Centro Universitário Faesa, Carla Letícia, já passou por essa experiência e conta como foi importante para entender mais sobre o trabalho da Assessoria de Imprensa.

A professora do Centro Universitário Faesa Mirella Bravo desenvolve o media training com as turmas de Jornalismo do 5º período em Comunicação Organizacional. Ela acredita que para os estudantes é fundamental unir a teoria e a prática, já que o contato com o cliente real ajuda a entender a vivência do dia a dia como profissional. "A ideia é provocar uma sala de aula próxima da realidade do mercado e das mudanças atuais. É possível trabalhar com o assessorado na perspectiva dos meios de comunicação minimizando um conflito entre os assessorados e as redações", explica a professora.

Além das mudanças que aconteceram ao longo do tempo em relação ao conceito da profissão vista por parte de outros profissionais, dentro das Assessorias de Imprensa muitas atividades foram adaptadas. O material informativo mais tradicional das Assessorias é o release, que tem o objetivo de divulgar para a imprensa informações ou servir como pauta.

Porém, apesar de sua importância, a grande quantidade de releases produzidos pelas assessorias atualmente trouxe vulgarização ao material. Além disso, o tamanho e o formato da ferramenta foi se alterando ao longo dos anos. Antes, este produto era feito em três páginas e enviado primordialmente por e-mail. 

Enquanto hoje procura objetivar as informações e pode ser distribuído através de grupos no WhatsApp. Para a assessora de imprensa Sandra Cola, a palavra de ordem do momento é reinventar. “O assessor e as agências passam por uma ampliação de horizontes e devem compreender quais são as necessidades reais do cliente. A velocidade, a estratégia e o acompanhamento fazem com que os profissionais de comunicação corporativa estejam atentos e sempre um passo à frente”, ressalta.

O assessor, anteriormente, procurava lidar apenas com veículos de comunicação de grande alcance. Atualmente, todas as multimídias devem ser levadas em consideração, já que possuem grande relevância na produção das informações, lembrando sempre da importância de personalizar cada material de acordo com a plataforma do veículo. Outro ponto importante é o fato das Assessorias contratarem menos profissionais, sendo assim os assessores têm ganhado papel de multimídia, realizando mais de uma função.

Segundo a assessora de imprensa Priscila Norbim, a profissão passa por um período de mudanças, já que o pouco espaço existente para as notícias é muito disputado. “Hoje em dia todo mundo é jornalista. Podem filmar, tirar fotos e divulgar informações, é por isso que fazer Assessoria se tornou mais difícil”. Para ela o termo “Assessoria de Comunicação” se encaixa melhor no momento atual que as assessorias passam. O perfil dos novos assessores deve ser diferenciado, sendo proativo, tendo bons roteiros e bom texto, fontes interessantes e bons relacionamentos, tanto com os assessorados/empresa quanto com a imprensa/jornalistas.