• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel e caminhoneiros continuam em rodovias do ES

Paralisação dos caminhoneiros

  • COMPARTILHE
Geral

Petrobras reduz preço da gasolina e do diesel e caminhoneiros continuam em rodovias do ES

A partir da próxima quinta-feira (24), o preço da gasolina cairá 0,62%

A manifestação dos caminhoneiros pela diminuição do preço da gasolina segue pelo terceiro dia. No Espírito Santo eles estão das BRs 101, 262 e 259. Os manifestantes estão revoltados com a alta no preço da gasolina. Além disso, na última segunda-feira (21), quando eles começaram os protestos, houve um aumento no valor. 

Para eles o governo não teve respeito pela reivindicação. Um dos representantes do movimento no Estado disse que em um ano, houve aumento do diesel de 50% nas refinarias e 15% na bomba. Em uma semana, foram cinco aumentos consecutivos. Eles disseram que não voltam as atividades enquanto o governo não resolver a situação.

Confira os pontos de manifestação dos caminhoneiros nesta quarta-feira (22) no Espírito Santo:

- BR 101, Km 159 - trevo de Bebedouro, em Linhares
- BR 101, Km 204 - trevo com a BR 259, João Neiva
- BR 101, km 304 - trevo com a BR 262 em frente ao posto Flecha, Viana
- BR 101, Km 376 - Iconha
- BR 101, Km 414 - trevo da Safra, Itapemirim
- BR 262, Km 95 - Fazenda do Estado, Pedra Azul, Domingos Martins
- BR 262, Km 156 - Ibatiba
- BR 259, Km 46 - Colatina
- BR 259, Km 51 - Colatina

Petrobras

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (23), pelo segundo dia consecutivo, redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. A partir da próxima quinta-feira (24), o preço da gasolina cairá 0,62% e custará R$ 2,0306 o litro. O preço do diesel terá redução de 1,15% e passará a custar R$ 2,3083, de acordo com a estatal.

Em dois dias, as quedas acumuladas chegam a 2,69% para a gasolina e a 2,67% para o diesel. Apesar disso, a gasolina acumula altas de 12,95%, em maio, e de 16,76% em um mês. O diesel soma aumentos de 9,34%, em maio, e de 15,16% em um mês.

O alto valor do preço do combustível é o principal motivo para a manifestação nacional dos caminhoneiros, que começou no final da noite de domingo (20).

Com informações da Agência Brasil