• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Projeto leva alimentação saudável e vivências comunitárias no Centro de Vitória

  • COMPARTILHE
Geral

Projeto leva alimentação saudável e vivências comunitárias no Centro de Vitória

Serão desenvolvidas atividades como estímulo à prática de exercícios físicos, palestras sobre cultura alimentar saudável e muitas outras

Um projeto lançado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) pretende desenvolver, no Centro de Vitória, ações de vivência comunitária diretamente relacionadas à importância da alimentação saudável e livre de agrotóxicos.

Além da comercialização de alimentos agroecológicos e orgânicos, no Projeto Ponto Saúde serão desenvolvidas atividades como estímulo à prática de exercícios físicos, palestras sobre cultura alimentar saudável, oficinas de culinária saudável, oficinas de higienização de alimentos, apresentações culturais, conscientização para o consumo consciente, entre outras.

As ações serão realizadas sempre às quartas-feiras, das 15h às 18h30, na Praça Dom Luiz Scotegagna (Pracinha da Catedral), no Centro de Vitória. O lançamento dos trabalhos será nesta quarta-feira (09), às 16h, no mesmo local.

“Acreditamos que o Ponto Saúde servirá como ponto de partida para a construção de uma referência inovadora em vivência comunitária, cujo mote é a promoção de qualidade de vida, com foco em atitudes saudáveis e sustentáveis de alimentação. O projeto vem justamente com a proposta de contribuir para a consolidação de uma visão mais ampla de saúde, tendo como ponto de partida a questão alimentar”, disse Jaqueline Sanz, Gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural do Incaper e moradora do Centro de Vitória.

A ideia surgiu a partir da demanda dos próprios moradores do Centro da capital, que buscavam alimentos saudáveis comprados diretamente de quem produz. Diante desta necessidade, a Associação de Moradores do Centro de Vitória (Amacentro) procurou o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e a Associação dos Produtores Santamariense em Defesa da Vida (APSAD VIDA). O Incaper também tornou-se parceiro da iniciativa, oferecendo apoio e assessoramento técnico. A Prefeitura Municipal de Vitória (PMV), o Colégio Agostiniano, a Faculdade Salesiana e a Pastoral da Saúde também estão envolvidas nas atividades.

“O objetivo é que esse modelo amplie os serviços disponíveis, alertando para a importância de uma alimentação saudável na promoção da qualidade de vida. Diferentes setores e instituições que enxergam a importância dos produtos agroecológicos e orgânicos e da agricultura familiar na produção de alimentos saudáveis fazem parte desse projeto que começou como sonho, mas já é realidade graças a participação efetiva de vários atores”, destacou Everton, presidente da Amacentro.