• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Raio-X da educação na cidade mais populosa do Espírito Santo

RIQUEZAS DE NORTE A SUL

  • COMPARTILHE
Geral

Raio-X da educação na cidade mais populosa do Espírito Santo

O município é destaque na oferta de vagas em centros educacionais para crianças e tem até projeto pioneiro

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

A Serra é a cidade mais populosa do Espírito Santo: são 502.618 habitantes, segundo dados do IBGE 2017. A cidade tem, ao todo, 136 escolas, com 60 mil crianças e adolescentes matriculados. São 67 Escolas Municipais de Ensino Fundamental e 69 centros municipais de Educação Infantil que atendem cerca de 20.451 crianças entre 1 e 5 anos de idade.

Ao todo, são 5682 servidores atuando nas instituições de ensino do município, sendo 1.395 professores das disciplinas de português, matemática, geografia, história, matemática, ciências, inglês, arte, educação física e ensino religioso e 419 de assessoramento pedagógico. 

Só na educação infantil, são 1349 profissionais. Nas séries iniciais são 1516 e na educação especial são 317 professores atuando. Serra conta ainda com 136 diretores, 244 coordenadores, 88 cuidadores e 218 auxiliares de creche.  

Sem lista de espera
Segundo a prefeitura, não há lista de espera por vagas em centros educacionais para crianças na faixa etária de 4 e 5 anos. De acordo com a administração municipal, desde 2016, 100% da demanda é atendida. 

80 creches na cidade até 2020
Até o final de 2018, a prefeitura promete inaugurar 3 novos centros de educação infantil. Cerca de 900 vagas serão criadas nos bairros Novo Porto Canoa, Cidade Continental e Cantinho do Céu.

De acordo com o planejamento da Prefeitura da Serra, nos próximos anos da atual gestão, serão entregues também mais oito unidades de Ensino Infantil, totalizando 80 creches no município.

"Nós fizemos um trabalho revolucionário, posso falar assim, na educação infantil. Nos últimos seis anos entregamos 15 creches e eu pretendo até 2020 entregar mais oito, ou seja, isso vai fazer um impacto muito grande. Nos últimos 10 anos, nós mais que dobramos a nossa oferta de educação infantil para as nossas crianças", afirmou o prefeito do município, Audifax Barcellos.

"Super Creches"
O prefeito explica que o formato das novas instituições será de "Super Creches": com refeitórios, área de lazer, entretenimento e ampla estrutura.

"Serão creches modernas, que vão atender muito as nossas crianças em todas as suas faixas etárias, que não só terão salas de aulas especiais, como refeitório muito bem atendido, área de lazer e área de entretenimento enorme que pode ser usada até pelos pais das crianças", completou o Audifax. 

Ensino interdisciplinas

Na sala de aula das escolas da Serra, além das disciplinas tradicionais como português e matemática, o estudante é estimulado a praticar atividades que discutem valores humanos. 

Com a implantação do projeto Valores Humanos, o rendimento dos alunos aumentou até 40%. A aluna Thalyta, de 9 anos, e a mãe, comemoram os bons resultados. Antes alvo de brincadeiras de mau gosto, ela passou a receber o carinho dos colegas de turma.

"Depois que o projeto veio à escola, o bullying mesmo passou. Agora na sala de aula existe menos bullying, menos violência. Antes existia muita violência, agora com esse projeto mudou a questão dos xingamentos e a violência em sala de aula", afirmou a criança.

Segundo a professora Marilza Oliveira,  algumas crianças tiveram um aumento de rendimento entre 30% e 40% com o projeto Valores Humanos. Muitas também apresentaram melhorias no comportamento, tanto na unidade de ensino, como em casa.

"Para um adolescente ou uma criança conseguir sentar, parar e ainda coordenar o seu pensamento, é um exercício muito grande. E eu percebi isso na minha turma, porque depois dessa experiência de alguns meses, foram vindo os resultados. A partir da própria conversa, das produções de texto", afirmou a professora.

Meditação na educação

A meditação é apenas uma das atividades propostas pelo projeto Valores Humanos. Além das disciplinas tradicionais, alunos de 40 escolas discutem em sala de aula temas como bullying e solidariedade. A ideia é levar esse aprendizado não só para os corredores, mas para além dos muros da escola.