• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Disque-aglomeração de Vila Velha já recebeu mais de cinco mil denúncias

CORONAVÍRUS

Geral

Disque-aglomeração de Vila Velha já recebeu mais de cinco mil denúncias

Equipes da Guarda Municipal e da Polícia Militar já fiscalizaram cerca de 400 estabelecimentos comerciais

Foto: Reprodução TV Vitória

Nos últimos 15 dias, o disque-aglomeração de Vila Velha recebeu mais de cinco mil denúncias. As equipes da prefeitura já fiscalizaram aproximadamente 400 estabelecimentos comerciais.

Na abordagem, os agentes da Guarda Municipal e da Polícia Militar orientam a população sobre a importância de evitar as aglomerações e seguir as recomendações do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. 

De acordo com o subinspetor Rusley, da Guarda Municipal de Vila Velha, as equipes estão atentas aos pontos de maiores aglomerações de pessoas. Só nos últimos 15 dias, foram mais de cinco mil denúncias registradas. "O nosso sistema está interligado com o sistema da prefeitura. Nós temos equipes dedicadas à orientação da população sobre as medidas adotadas. A coordenação de postura realiza o fechamento dos estabelecimentos reincidentes", explica. 

Em Vila Velha, município capixaba que, segundo o Governo Estadual, ainda é o mais atingido pela covid-19, o índice de isolamento social é de 47%. De acordo com o subinspetor, mais de 400 comércios foram fiscalizados nas últimas duas semanas. 

Grande parte das denúncias estão relacionadas `à bares. O decreto do Governo do Espírito Santo determina que estes estabelecimentos só podem funcionar de segunda à sexta-feira, entre 10 e 16 horas. Durante os fins de semana, o serviço pode funcionar por entrega à domicílio. "A maioria das denúncias recebidas são em bares. Os comerciantes têm sido compreensivos com o trabalho das nossas equipes.", ressalta. 

Vila Velha já confirmou 1.810 casos e 63 óbitos provocados pelo novo coronavírus. Dentre este número, 1.120 pessoas já foram curadas da doença. 

*Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Milena Martins.